segunda-feira, 22 de outubro de 2007

Eu a persigo com apressados e largos passos

        Eu a persigo com apressados e largos passos, pois às vezes pareces querer escapar de mim. De todas as minhas musas é a primeira, a mais essencial.

Sem a tua presença juntinha ao meu lado, o meu pensamento me leva a um sentimento que é só pura saudade. Sabes muito bem que é o lindo jardim das minhas delícias, e em minha opinião dona de uma beleza superior do que a da deusa pagã mais formosa. São dos teus seios que jorram para minha boca, o leite inefável de uma paixão inesquecível.
  
Espero a cada manhã que me concedas teu ósculo pleno de carinho, e neste beijo tão ansiado pela minha alma masculina eu possa me sentir confortado em teu amor.
   
Às vezes te sinto encerrada em meu seio, como se ele fosse teu sacrário onde a cada dia de minha vida cresces em importância e valor para a minha pessoa.
   
Como Dante Alighieri desceu aos infernos e subiu aos céus à procura de sua amada Beatriz, assim eu não me escusaria de mover mares e montanhas para tê-la sempre andando comigo.
    
Como Ulisses na Odisseia de Homero que, juntamente com seus marinheiros, enfrentou mil perigos em alto mar com o intuito de voltar à sua casa e aos braços de sua Penélope, eu faria o mesmo se tivesse sido arrebatado contra a minha vontade para longe de tua inefável presença.
     
Peço-te agora que retire o véu de mistérios que encobre tua mulher interior, pois anseio conhecê-la a fundo, bem lá no âmago de teu terníssimo coração.
      
Agora desejo que tu pegues em minha mão, e que me conduzas aos átrios sagrados de teu amor, e faça-me feliz de um modo que eu nunca tivera sido antes em toda essa minha vida. Apenas a mulher que és, podes fazer isto comigo, afinal com toda a certeza és a minha mais linda e divina inspiração.

- ELTON SIPIÃO O ANJO DAS LETRAS  

Nenhum comentário: