Google Translate

Pia Senhora minha

terça-feira, 6 de novembro de 2007.
              Pia senhora minha que por Deus és muito amada, pois em tempo algum em tua vida foste visitada pelo pecado. Por esta razão aqueles que te amam em seus corações te chamam de santíssima.

            O criador que é inteiramente caridade te formou para seres plena em santidade, sendo desta forma o mal nunca fez ou fará parte de ti.

            Com teu sim dado a Deus para que em tua vida a sua sagrada vontade fosse realizada, fizestes o que é maligno diante de ti retroceder e debaixo de teus pés divinos esmagastes a cabeça da serpente da desobediência.

             Fizestes-te desta forma a mãe do prometido redentor da humanidade e com isso, te tornastes a porta de ouro pela qual nos chegou o messias que fora anunciado pelos antigos profetas. 

             No cenáculo onde o Espírito Santo desceu do céu para encher de poder as almas daqueles que acreditavam em Deus, tu estavas naquele momento entre eles, intercedendo para que a nova religião fundada pelo seu filho divino nascesse forte para que conseguisse espalhar o evangelho pelos quatro cantos do planeta.

             Por causa destas verdades soberanas és cantada em verso e prosa pelos apóstolos de Jesus como a Mãe divina da Igreja.

             Os santos desta mesma Igreja cristã veneram-te com sincera devoção, oh, mãe dulcíssima, como filhos agradecidos que lhe são, louvam-te porque bem sabem eles que, foste tu que com teu amor materno incansável os levastes a se despertarem para o sacro amor do adorável fruto do teu ventre, o Cristo do Deus invisível.

              Por fim te invocam incansavelmente as almas penitentes que sabem que sem o teu tão necessário auxilio é impossível alcançar o perdão dos pecados e consequentemente escapar do fogo implacável da Geena. Esses pobres pecadores só têm a ti para recorrerem ah, minha piedosa mãe, por esta razão chamam-te de protetora compassiva dos desesperados.

             Quanto a mim digo-te que te amo também e ajoelhado diante a tua divina majestade, peço-te que me cubra com teu manto branco de paz e pureza infinitas, imploro-te também que na hora da minha morte, oh, rainha bendita, não te esqueças de pedir pela minha salvação aquele que nunca deixou te escutar as tuas preces, o cordeiro de Deus que tira os pecados do mundo.

 - ELTON SIPIÃO O ANJO DAS LETRAS

                         Salve Maria!!!

Comentários:

TEXTOS E CRÔNICAS DO ANJO DAS LETRAS. © Copyright 2007 - 2017 | Design By Gothic Darkness | Editado por Lizza Bathory