Google Translate

Os Senhores da guerra

sábado, 19 de janeiro de 2008.
        Jovem patriota eu lhe convido a se alistar nas forças armadas, venha entregar a ela a sua alma sem hesitação. Todo o esquema está armado, um plano para a tua vida foi traçado desde a tua mais tenra idade,saibas que tu nasceste para ser o nosso soldadinho de chumbo.

       Nós somos os Senhores da guerra, e a paz não é algo do nosso interesse, desejamos firmemente que acredite que ela é uma mentira, uma invenção que atrapalha os nossos negócios.

       Vamos-te falar desses nossos negócios, eles estão investidos no front de batalha, afinal temos inventores de tecnologia armamentista que criam para nós armas de destruição em massa que nos valerão milhões de reais.

        Esqueça-se dos teus pais para sempre, afinal como tu bem sabes o tempo de amamentação já passou, agora deve abandoná-los para cumprir com o teu dever, sem recalcitrar, ingresse no serviço militar para que assim, possas servir dignamente a tua nação.

        Vista a farda que nós fizemos para ti sob medida, doravante ela será a tua segunda pele, nós esperamos sinceramente que gostes dela, e olhe que cor bonita o seu tecido tem, uma verde oliva que jamais se apagará de tua memória enquanto viveres.

        Olhes e fiques atento, perceba quantos corpos estão espalhados pelo chão, estão tintos de sangue e em seu peito a chama da vida já se extinguiu, em nenhum momento te importes com eles, por isso coloques estas tuas lágrimas de lado, e nunca acredites nessas bobagens que andam dizendo aos quatro ventos, que todos os homens são irmãos e por causa disto deveriam evitar em fazer guerra.

        Pense que somos um Estado que é uma nação, e que sendo desta forma precisamos assegurar a nossa soberania nacional, nunca te esqueças que a defesa de tal soberania é uma obrigação cívica tua. E quando matares um inimigo no campo de batalha, jamais pense que por detrás dele, há uma família inteira que chorará pesarosamente a sua morte.

       E lembre-se, oh, nosso soldadinho de chumbo, se tu chegar a morrer em batalha também, serás tratado com grande honra, afinal voltarás para casa mais cedo, com uma medalha no peito e a bandeira do Brasil a envolver lindamente o teu belo caixão.

         À tua chorosa mãe nós daremos nossas comovidas condolências, e a agradeceremos por ter dado ao nosso país tão valoroso e aguerrido herói. Nós somos os terríveis Senhores da guerra, nós detestamos os dias pacíficos, os nossos corações abominam os tempos festivos tanto quanto a estação da primavera. Cidades queimadas e corpos dilacerados por bombas aos nossos olhos são cenas de uma poesia inigualável. Somos os Deuses do caos e nos fortalecemos bebendo do sangue que procede das imaculadas almas das crianças e dos jovens que são tão puros.

- ELTON SIPIÃO O ANJO DAS LETRAS


"O homem tem que estabelecer um final para a guerra, senão, a guerra estabelecerá um final para a humanidade." (John F. Kennedy.)         

Comentários:

TEXTOS E CRÔNICAS DO ANJO DAS LETRAS. © Copyright 2007 - 2017 | Design By Gothic Darkness | Editado por Lizza Bathory