Google Translate

Inimigos enrustidos

segunda-feira, 11 de fevereiro de 2008.
        Meus amigos não se gostam de forma alguma, o amor é algo que para eles não existe, pois só sabem falar mal um do outro em todo tempo e lugar. Sabe isso me cansa, para mim pessoas que gostam de agir desta forma, adoram viver mergulhados em seu espírito no esgoto mais fétido que possa existir.

        Esses meus amigos tem a cara de pau de dizer entre si que se gostam, no entanto, eu sei que isso é uma mentira absurda. De uma coisa eu tenho a certeza, suas almas não se entendem absolutamente.

        Eu não entendo de onde vem tanto cinismo, mas esses meus amigos conseguem se sentar ao redor da mesa de um bar para beber cerveja juntos, enquanto com uma mão empunham um copo, com a outra se servem de um “tira-gosto” envenenado pela hipocrisia e falsidade plenas.

        As suas palavras aparentemente amigáveis escondem a sua verdadeira motivação, eu sinto nisso tudo que o mal está à solta e muito próximo a nós, pois a sensação de tal proximidade se materializa em seu hálito quente e feroz que arrepia os pelos de minha nuca.

       Em nossas reuniões costumeiras infelizmente não há nada que possa ser considerada honesta.

        Convivendo com estes meus amigos descobri que a amizade para eles é motivada única e exclusivamente pelo interesse material, pela ambição em conquistar algo que seja lucrativo para suas repugnantes vidas.

        Cada um desses meus amigos dos quais falo aqui, guardam dentro de si próprios um inimigo enrustido um do outro, levam em seu interior aborígenes antropofágicos prontos a se devorar mutuamente.

        Sabe, cansei de tal convívio de efeito maléfico, desse circulo vicioso de uma amizade intoxicada pela ilusão e pelo mal quase que absoluto. Vou me afastar dessa gente que não tem respeito entre si, e seguir meu caminho cantando a canção do amor sincero e da verdadeira liberdade.

- ELTON SIPIÃO O ANJO DAS LETRAS

Comentários:

TEXTOS E CRÔNICAS DO ANJO DAS LETRAS. © Copyright 2007 - 2017 | Design By Gothic Darkness | Editado por Lizza Bathory