Google Translate

O nosso amor não é uma ilusória e lendária quimera

sexta-feira, 15 de fevereiro de 2008.
        Eu preciso do azul dos teus olhos, pois é somente mergulhando no oceano azulado da íris deles que consigo encontrar a face de uma beleza verdadeiramente surreal.
        
        Também te digo que necessito a todo o momento sentir o doce perfume que vem do teu corpo, afinal é ele que me inebria com seu odor mágico, conduzindo-me ao mundo dos desejos sensuais.
        
        Neste mundo, oh, minha doce querida, a lei máxima que o rege é a do acariciar dos amantes sob o leito macio do eterno amar.
        
        Ah, como eu anseio andar com os meus próprios pés na estrada sublime dos teus braços aonde eu encontro dentro do teu amor os seus afagos mais plenos em seus ardores.
        
        Sendo desta forma, eis que desejo acima de tudo nesta minha existência atracar com o barco dos meus sentidos no seguro porto do teu coração de mulher apaixonada.
        
        Dá-me então sem demora a primazia de sentir a maciez dos teus cabelos soltos entre os meus dedos onde com o toque deles eu possa despertar também em ti, todo um desejo irresistível por este homem que eu sou.
        
        E quando isto acontecer, que tu consigas entrar em contato com a sedutora masculinidade do meu corpo nu. E com tua boca rubra sejas levada a beijar os lábios de fogo de um querer libidinoso.
       
        Que nesses momentos de nossos toques íntimos, nos seja permitido perder-nos no mar em chamas de uma paixão carnal indissoluta.
        
         Venha de vez, meu amor único, caminhar ao meu lado nas campinas fogo-escarlate da cópula orgástica dos nossos corpos que estão estimulados por uma excitação sem fim.

-ELTON SIPIÃO O ANJO DAS LETRAS

Comentários:

TEXTOS E CRÔNICAS DO ANJO DAS LETRAS. © Copyright 2007 - 2017 | Design By Gothic Darkness | Editado por Lizza Bathory