sábado, 16 de fevereiro de 2008

Hoje os anjos estão chorando

        Vejo anjos chorando em meio ao meu caminho, o seu pranto infelizmente é amargo, porque diante dos seus olhos sagrados contemplam um mundo perverso, humanamente doente.

        Me refiro às crianças, aos filhos da inocência, que habita nos seus corpos e almas. Elas não entendem porque são vitimas de gente tão pérfida que se comportam como espíritos imundos, privados de toda luz divina.

        Esses anjos, feitos de luz sacra, tiveram as suas inocências roubadas por almas pedófilas que na verdade são um joio sombrio plantado em meio ao milho bom. Os próprios deuses e deusas do céu e da terra também choram por tanta barbaridade praticada contra seus filhos amados, donos de uma pureza suprema.

        O pranto infantil desses anjos lava toda a terra com suas lágrimas divinais, as quais clamam pela justiça perfeita de Kali. Sim, a vingança infalível da Deusa antiga se abaterá sobre todos aqueles que ousaram profanar os seus meninos e meninas, sal da terra a sustentá-la com justiça e equidade.

        Vejo agora esses mesmos anjos de que há pouco eu falava. Eles tiveram a sua pureza na carne a na anima restauradas. Vestem-se de túnicas brancas costuradas em puro linho, e trazem em suas frontes guirlandas das mais belas flores primaveris. Seus sorrisos superam em brilho aquele que procede da luz do sol, e o perfume que se desprende de seus corpinhos angelicais cheira ao delicioso odor do nardo.

        Todo o seu pranto foi secado, e toda a sua glória reconstruída, e agora as divindades da Grande Mãe e do Grande Pai lhes deram a terra como herança garantida.

        Quanto àqueles que molestaram tais anjos no passado, eles arderão veementemente no sofrível e eterno fogo da Geena.

        Vamos celebrar em meio às campinas verdes de todo o orbe terrestre, afinal a maldade foi para sempre vencida e o bem eternamente caminhará ao nosso lado. Dia após dia de nossas existências, teremos como nossos senhores supremos as crianças-anjos, elas que são donas de asas brancas confeccionadas com as penas da mais absoluta santidade.

-ELTON SIPIÃO O ANJO DAS LETRAS

A todas as crianças-anjos, que a Deusa-Mãe-Gaia e o Deus-Cornífero Cernunnos, as abençoem sempre as protegendo de adultos de almas de essência impura e indigna. 

Nenhum comentário: