Google Translate

A predadora

domingo, 17 de fevereiro de 2008.
        Teus beijos quentes manifestam em mim uma doce excitação, levando o meu coração a se entregar a fantasias sensuais capazes de fazer com que a minha alma entre em puro delírio.

        Oh, senhora dos meus sonhos carnais mais inconfessáveis, quando deste modo te beijo, o tempo parece-me não passar, tudo em minha volta dá-me a impressão de ser somente doçura e enlevo, luz e musica embevecedora.

        E o que dizer dos teus abraços obsessivos, obsessivos em me conceder prazer quando sinto o calor deles se iniciando em meu peito e indo percorrer todo o meu corpo?

        És, oh, querida, predadora sensual da minha alma e carne, porque com tua fome libidinosa os devora plenamente. Com este teu paladar de fera sexual degusta-me sentindo um extremo deleite.

        Como me é deliciante caminhar contigo nas savanas escarlates do amor-carnal, e neste passeio sentir em minha pele toda a graça e beleza da mulher selvagem que tu és.

        Entrego-me as tuas garras afiadas de mulher-leoa sabendo que não sentirei dor alguma, muito ao contrário, mas o que experimentarei será uma poderosa e profunda sensação de um prazeroso e infindável orgasmo.

- ELTON SIPIÃO O ANJO DAS LETRAS

Comentários:

TEXTOS E CRÔNICAS DO ANJO DAS LETRAS. © Copyright 2007 - 2017 | Design By Gothic Darkness | Editado por Lizza Bathory