Google Translate

"AMOR PROFANO!"

quinta-feira, 28 de fevereiro de 2008.






Tua boca agora segura a minha em um beijo delicioso, perigoso, sutilmente gostoso. Teu cheiro suave que lembra as flores do campo impregna minha bem-aventurada alma, que em uma prece implora, por beber totalmente por cada gota desta paixão. Os fios dos teus cabelos louros são selvagens mouros, que atacam a fortaleza desprotegida do meu imberbe coração.
Agora não há mais tempo para recuperação, você me atraiu e confiscou a minha débil vontade, tornou insana a minha mente febril, amo-te com o fervor de um infante juvenil, eu á quero com pressa desesperada e desenfreada em meus braços que como cabos de aço querem te prender á mim, e ao meu amor desmedido, testado á ferro e á fogo, amor pedido, amor conjurado, amor exigido pela tua boca sedenta de provas constantes de amor por ti, exigências que me deixaram fora de mim, que deixou minha pobre alma fora de si.
Tu me roubas todos os dias, tira de mim toda fibra em meu caráter que possa fazer com que eu resista aos teus ataques covardes aos muros desprotegidos dos meus sentimentos, sentimentos que são constantemente feridos pelo teu poder de fêmea dominante, de força que arrasa, que arrasta, que subjuga.
Tua língua entrando em minha boca, me beijando e ao mesmo tempo me profanando, ela é serpente vermelha enrolada em minha língua que pelos teus beijos assassinos tem uma sede sem fim, fico todo perturbado, fico assim, te querendo mais, querendo beber e reter em minha garganta cada gota do teu veneno denso, intenso, de efeito mortal, de manifestação fatal.
Toda a manhã me acordas sedutora, dona de uma beleza arrebatadora, transpirando fome por um intenso prazer, tu me jogas contra a parede indecente dos teus desejos mais insanos e mais profanos, tu não descansas até chegar até o final, o teu orgasmo, é fantástico, urras com a força de um animal, teus gritos orgásticos ressoam pelas paredes da casa pintada nas cores da paixão incontrolada, teus múltiplos orgasmos tarados são como tiros de canhão á abalroar á frágil embarcação do meu apaixonado e rendido coração. Entrelaçado em teu corpo de deusa profanadora, fico mudo perante os berros absurdos dos teus orgasmos estrondosos, frondosos, maravilhosos, e de gostos deliciosos, você é pura paixão, você é tocante emoção, você é intensa, imensa, profunda, você me causa extrema comoção. Agora os gritos de prazer cessaram, o silêncio sobre nós se abaixou, teu peito arfante se acalmou agora voltas á dormir saciada e entrelaçada em meus braços musculosos da onde brota os suores de um macho ensandecido e profanado pelo teu amor abrasador, mas ao mesmo tempo minha querida ele é encantador.
------------------------------------------------------------------------------------
A PROSA POÉTICA POSTADA ACIMA E INTITULADA-,"AMOR PROFANO".-É DA AUTORIA-DE -, ELTON NEVES-O ANJO DAS LETRAS.

Comentários:

TEXTOS E CRÔNICAS DO ANJO DAS LETRAS. © Copyright 2007 - 2017 | Design By Gothic Darkness | Editado por Lizza Bathory