sábado, 16 de fevereiro de 2008

Tu és o meu maior vicio

       Meu vicio incurável é esta louca paixão que sempre me arrasta até onde tu estás. Ah, esta mesma paixão assemelha-se a um fogo selvagem de ardor grandioso que me envolve e consome todo me levando aos abismos supremos e profundos dos teus abraços apertados.  E teus beijos ardorosos que me concedes sempre ao estarmos juntos, oh, esses mesmos ósculos dulcíssimos e sumamente fervorosos que despedaçam de encanto a minha alma sensível e pura.

        Teus gemidos loucos e de espírito devasso me aprisionam através das algemas dos teus devaneios insanos. A visão do teu ventre nu me atrai, levando-me ao encontro do teu corpo que de tanta beleza pasma os meus olhos. Ah, se eu fosses te citar todos os teus encantos, com certeza passarias anos ao fazê-lo, minha amável querida.

        Todos os dias eu a procuro, e não há outro jeito para mim do que cumprir com este circulo vicioso onde amá-la com todos os ardis da minha alma e corpo é o meu grande e extasiante prazer!
        
        Teu cheiro irresistível de gata selvagem me joga na rede das tuas vontades e obedecer-te se torna então uma obsessão imperiosa para este meu coração apaixonado.  Teu suave toque acende em minha pele uma fogueira de sensações licenciosas. Todo este teu ato em tentar seduzir-me trás em si o objetivo de aumentar este meu vício em amar-te.  Desta forma querida, eu reconheço que livrar-me de ti algum dia me será impossível.
        
        Já que tudo tem de ser assim, toma-me de uma vez por inteiro e una-me a tua essência para que eu me torne definitivamente um só com ela.
Ah, minha adorável pequena, de todos os meus vícios tu és aquele que mais exerce poder sobre todo o meu ser.

-ELTON SIPIÃO O ANJO DAS LETRAS 

Nenhum comentário: