terça-feira, 15 de abril de 2008

Ao fazer amor contigo torno-me um mistico e mágico animal!!


            Teu gemido em meu ouvido fica escondido, espremido, eu o ouço claro e límpido, teu prazer à flor da tua pele de fêmea é exposta, fica transfigurada em tua cara, esta que por sua vez fica amassada sobre o travesseiro macio e branco de nossa cama, minha amada louca, ensandecida sereia, pelo orgasmo transformada.

           Teu grito de som altíssimo deixa-me excitado, me faz ser um macho destemido,que teu corpo todo explora, usa, controla, obcecadamente manipula, e com meu rijo falo teu sexo molhado esfola.

           Tu és semelhante às musas de outrora, me inspira á escrever-te poemas de amor, sexo e louca paixão, que como flor selvagem e desconhecida aflora na alma de um homem como eu, perdido debaixo deste céu, perdidamente apaixonado por ti, que tens em teus seios enormes e com seus bicos enrijecidos o mais puro néctar do amor, com gosto do mais doce mel.

          Ficar longe de ti é como provar o mais amargo fel, á vós meu bem eu sou inteiramente fiel, é em teus braços de pele macia, que deito minha cabeça que neles fica enternecida, são em teus lábios luxuriosos que os meus encontram o ósculo bendito de uma deusa grega, que com este delicioso beijo, me deixa da dor esquecido e assim sou redimido.

          Redimido de todas as minhas culpas,dores e mazelas, tu és a minha redentora donzela, tua beleza me fascina, tu és perfeita como a mais linda boneca.Quando contigo faço amor, me sinto um semi-deus, mais do que nunca me sinto mais eu, teus beijos, teus gritos, teus suores, teus gemidos pelo prazer intenso quase que suprimidos, me elevam, me alegram, me exaltam, me fazem sentir um macho completo, supremo, poderoso, gostoso, neste mundo, único.

          Fazer amor contigo é um ato transcendental, me faz transcender todas as dimensões, o mundo físico e espiritual, gozando contigo torno-me um místico e mágico animal, de grande força e desejo sexual, tu és minha amada amante de carinho e amor fenomenal.

ELTON SIPIÃO O ANJO DAS LETRAS.

Nenhum comentário: