sexta-feira, 4 de abril de 2008

"CONVERSA DE AMOR POR TELEFONE."




O telefone toca, e no seu terceiro toque eu atendo e pergunto: - Alô?
- Oi querido sou eu!
-Mônica?!Que bom ouvir tua voz meu amor!Chegou cedo da faculdade hoje, hein?-Eu disse á ela comovido e excitado pelo timbre suave e sensual de sua voz.
- O que o meu querido estava fazendo?
-Bom princesa eu estava arrumando algumas coisas no meu quarto, uns livros, cds,dvds e também algumas meias,camisetas,bermudas em minha gaveta, você bem sabe como é quarto de homem,muito organizado,para não dizer outra coisa,minha mãe vive chiando comigo.
- É para você ver o que eu vou ter de herdar da minha sogrinha não é mesmo?Sabe é melhor eu pensar melhor antes de eu entrar nesta barca viu?
Percebendo o seu tom irônico de uma pessoa que quase está querendo rir do outro lado da linha, eu lhe respondo a brincadeira feita:- Ah, então é assim?Está arrependida moça, bom está em tempo de desistir você ouviu?Afinal faltam dois meses para o nosso casamento!
-Bobo, eu só estou brincando um pouquinho com você, se o senhor pensa que vai ser tão fácil se livrar de mim assim, está muito enganado, eu te amo gato!Mesmo com você sendo assim tão desorganizado.
- Ah bom,melhorou,pensei que estava arrumando pretexto para tirar este teu corpinho escultural fora da minha jogada.
Desta vez pude ouvir o belo som do seu sorriso do outro lado da linha que ela já não podia mais conter, então como não acreditando no que ouviu, me responde em tom de gracejo: Senhorito, senhorito, você não perde nenhuma oportunidade de insinuar coisas sobre o meu corpo,não?Seu tarado!
-Fazer o que, se eu sou obcecado por ele meu amor, afinal este teu corpo sarado é tudo que sempre pedi á vida e um pouco mais.
Desta vez retendo um pouco o riso, ela finge ficar escandalizada e surpresa e me interroga:- Ah, te peguei então!Afinal descobri porque estás comigo, é pelo meu corpo, não por mim, seu sabidinho!
-Não, não me entenda mal querida,estou contigo porque eu te amo,descobri desde que te conheci que tu és a mulher da minha vida, com quem quero passar o resto de minha existência.
-Ah agora melhorou, pensei que estavas comigo porque me via como um objeto sexual, um mero instrumento dos teus desejos mais sórdidos, rsrsrs... -, me responde ela ainda com aquele seu tom de sarcasmo empreguinado de pura ironia.
-Bom, mas que a gostosura do teu corpo ajuda, ah isso ajuda!
-Ah como você é cachorro não?Como pode ser capaz de fazer uma declaração tão linda de amor como acabou de me fazer agora a pouco, e voltar á insistir nesta tua brincadeirinha boba sobre meu corpo, nossa, afinal o que você é romântico ou pervertido?Decida-se.
Também não podendo me conter desta vez, solto uma gargalhada sonora, destas gostosas de se dar e de se ouvir alguém dando, então lhe respondo com o seu mesmo tom irônico com o qual então vinha ela falando comigo: - Ah amor romântico,é lógico, mas pervertido,taradão também, e isso eu nunca te escondi!Se bem que eu sei que você gosta destes dois lados meus, que bem combinados dão uma mistura e efeitos estrondosos e que te deixam louca, não?
-Nossa como você é convencido e pretensioso, não é mesmo mocinho?!
-Que tal voltar á experimentar tal combinação em um jantar superintimo amanhã as nove?
-Ah querido não sei, tenho de dar uma olhada na minha agenda para ver se tenho um tempinho reservado para você.
-Mônica!
Calma, calma, não se estresse, eu só estava brincando com você, combinado então, as nove, e não se atrase, amanhã cedo te ligo para te dar um bom dia antes de nós dois irmos trabalhar, ok?
-Tudo bem querida, eu aguardarei tua ligação, então!Boa noite minha gatinha, e muitos beijos nesta tua boquinha gostosa, viu?
-Ok meu gato, boa noite pra você e juízo, hein?Nada de entrar em sala de bate papo na internet enquanto eu durmo o sono dos justos está me entendendo?Tenho umas amigas que te conhecem e entram nesses sites de relacionamento direto, hein, se alguma te pegar lá, e isso chegar até á mim, com certeza isso será o teu fim, e digo isso literalmente, eu te capo viu?
- Pode dormir sossegada minha diva, você não correrá este risco.
-É meu caro, chifre em minha cabeça nem pensar, nem virtual.
E assim desligamos o telefone mandando beijos e com despedidas afetuosas e amorosas de ambas as partes, ao olhar o aparelho telefônico fixo no gancho, fui tomado por uma sensação de contentamento e paz, que bom que tenho com quem conversar, e ainda mais que este alguém é o grande amor da minha vida, muita gente não tem isso, sofre sob o peso da solidão, por não ter com quem bater um papo, uma pessoa para amar. E então percebi aferindo de como sou um sujeito para lá de felizardo, pois de tanto amar, também sou amado.
A CRÔNICA POSTADA ACIMA E INTITULADA-,- "CONVERSA DE AMOR POR TELEFONE"- É DA AUTORIA DE ELTON NEVES-,ELTON DASNEVES O ANJO DAS LETRAS.

Nenhum comentário: