Google Translate

" AS MÃES NOS SÃO NOSSO PARAÍSO PERDIDO".

domingo, 11 de maio de 2008.









As mães são brancas, as mães são negras, também são amarelas e vermelhas, elas dão á luz com dor, e isto é um prenuncio que suas vidas de genitoras não vai ser nada fácil, as lágrimas serão de alegria e sofrimento. A mãe pode ser rica, pode ser pobre, mas em uma coisa são todas iguais, elas têm um amor desmedido, elas são capazes de erguer um pesado carro e de baixo dele retirar o corpo do seu filho, são capazes de mergulhar em um caudaloso rio, e salvar a vida do seu menino ou menina que com certeza foi ela quem deu. As mães são fiéis aos seus filhos como esposa nenhuma é, afinal nunca se ouviu falar que alguma mãe pediu divórcio de seus queridos bambinos! Eles podem estar errados, mas ela sempre arruma um jeito de defendê-los, para mãe de bandido, por exemplo, seu filho está na cadeia por pura injustiça. A mãe é um ser tão sagrado, que além de gerar uma criança por nove longos meses, é de seu seio que provém o leite que sustentará o infante que ela pariu, deu a vida e com este alimento natural criado pelo seu corpo ela á mantém, esta mulher sagrada é fonte inefável da onde jorra o néctar materno que enche os seus rebentos de contentamento ao tomá-lo. A mãe é a nossa primeira e constante enfermeira que cura nossas feridas, também é a primeira e continua psicóloga que nos sara de nossas muitas mazelas psíquicas, por isso mesmo conhece nossas almas como ninguém, ao nos olhar parece que tem um mapa preciso dela, sabe se estamos bem ou não. Ela está sempre disposta á enxugar nossas lágrimas, e foi isso que fez quando tivemos nossa grande primeira decepção na vida, e ao longo dela repetidamente nos oferece seu ombro ou colo para nos consolar de outras que no vem e nos virão com certeza. Mãe tem um coração semelhante ao de Deus, pois está sempre a perdoar os pecados e erros dos seus filhos, e ao perdoá-los não mais se lembra do mal feito por eles. Houve uma mãe que viu seu filho que era um homem santo e inocente carregar uma pesada cruz, e ser condenado à pena de morte sem nenhum mal ter feito em toda sua exemplar vida, mas ela espiritualmente e emocionalmente carregou aquela cruz com ele, de tal forma que seu sagrado coração foi transpassado por uma espada de dor, como um velho e santo sacerdote lhe havia profetizado há muitos anos atrás, quando seu filho era praticamente um recém nascido. Assim são as mães, carregam juntos com seus filhos suas cruzes, suas dores, suas desgraças, no entanto quando essas suas crias são bem sucedidas em suas vidas, elas se rejubilam de tal forma, que é como se o sucesso de sua prole fosse o seu próprio. A mãe sempre tem em seus lábios uma doce canção para suavizar a alma de seus filhos, assim como neles está sempre presente um belo sorriso, que como um frondoso sol, nasce de sua boca para lhes iluminar o seu espírito. Mãe é poesia linda e pura, que só Deus o maior de todos os poetas poderia ter versejado, e que só os anjos mais puros e doutos do céu podem recitar. Tal poema é da mais pura ternura e terna candura. Por isso tudo digo que minha mãe é o meu divino e querido paraíso, e esperança eterna de encontrar o brilho luminoso do amor, quando dele eu precisar. Á todas as mães do Brasil eu desejo saúde, paz, alegria, felicidade e um feliz dia das mães.- Autoria desta prosa poética: Elton das Neves O Anjo das Letras. - 11/05/08.


Á toda mãe, que para seus filhos é o retorno ao paraíso do qual Adão e Eva foram expulsos, pois mãe também é um oásis pleno de amor, paz, felicidade, e alegria contínua.
Elton das Neves O Anjo das Letras. - Domingo 11 de maio- (dia das mães) - de 08.

Comentários:

TEXTOS E CRÔNICAS DO ANJO DAS LETRAS. © Copyright 2007 - 2017 | Design By Gothic Darkness | Editado por Lizza Bathory