quinta-feira, 29 de maio de 2008

" JULIET ".



I
Como é adorável a sensação da tua língua molhada penetrando em minha boca e entrando em contato com a minha, teu beijo ardente ilumina minha mente e o meu corpo excitado, minha alma por ele tocado.

II
Este beijo é que desde manhã eu ardorosamente busco, é somente nele que realmente me encontro, neste teu ósculo apaixonante torno-me definitivamente teu apaixonado amante. Amante que busca e rebusca no teu corpo nu a beleza que somente Adão vira antes, em Lilith e em Eva, e agora á visualizo em ti, formosura perfeita e inteira, intocada e nunca passageira somente em você eu vi.

III
Da boca teus lábios passam para todo o restante do meu corpo, ele geme de prazer e gozo, o toque do teu beijo é o barco místico que tomo para navegar no delicioso mar do amar. Teu perfume gostoso deixa-me todo lascivo, de todo ódio deixa-me esquecido, com ele fica iluminado o meu pequeno grande mundo. De palavras que não lhe sejam de amor fico emudecido, só quero ser teu homem querido, pelas tuas mãos acarinhado, pelo teu corpo branco e macio quero ser somente amado.

IV
No leito forrado pelos lençóis brancos e perfumados estão nossos corpos entrelaçados, e entre gemidos, sussurros e gritos nos tornamos conjugues perdidamente apaixonados.
Desta paixão é que nascerá a flor do verdadeiro amor, pois a paixão que nesta flor não se torna, por si só em desgraça se transforma. Neste embate amoroso de nossos corpos excitados, os meus suores se encontram com os seus, assim como as águas do rio corre para com as águas do mar se encontrar.

VI
E no final do nosso orgasmo apaixonado é que encontro absolutamente tudo que preciso para ser feliz neste mundo. Juliet o que posso eu mais te dizer, á não ser quem sem você eu não posso mais viver. Ah Juliet é apenas do teu lado que encontro o meu bem querer, é somente deitado em teu macio e quente regaço que me sinto um homem pelo amor realizado. Juliet é apenas o teu coração que eu quero ter, e para sempre junto do meu quero senti-lo constantemente e apaixonadamente á bater.


ELTON SIPIÃO O ANJO DAS LETRAS.

Dedico esta poesia á toda mulher que dentro do seu amor faz o seu homem feliz viver.
Elton Sipião O Anjo das Letras- Quinta feira- 29 de maio de 2008.

Nenhum comentário: