Google Translate

" O AMOR DE GUILHERME E MARIA FERNANDA.-( UMA LINDA HISTÓRIA ROMÂNTICA).//REEDITADO.

terça-feira, 13 de maio de 2008.
Guilherme acordou tarde, iria chegar atrasado naquele dia na escola. A dona Regina a inspetora de alunos, logo fecharia o portão de entrada do colégio, colocando assim o rapaz em dificuldades. O comentário onde ele estudava era um só, um baile que seria promovido pela diretoria. Os alunos estavam ansiosos para participarem da festa, pois aguardavam com ela, novas emoções á serem vivenciadas.

O baile seria a fantasia, o garoto decidiu ir vestido de Zorro, pois sua cor favorita sempre foi o preto. Depois do banho resolveu assistir um dvd antes de sair para a sua festa. Pela milésima vez se entreteve com o concerto dos Ramones em Nova York, o som desta banda era imensamente chocante em sua modesta opinião.

Já fantasiado do justiceiro negro da Califórnia, para ser liberado para sua balada, teve de ouvir com paciência as recomendações de sua zelosa mãe. E pegando sua moto de motor possante, arrancou para chegar sem atraso ao prédio da escola.

Aquela festa tinha gente muito estranha, alguns até eram donos de um ar sinistro. Muitos dos seus amigos ele achou, estavam meio que diferentes. Guilherme percebeu a presença não só dos alunos do seu colégio, mas de outras instituições de ensino da região onde morava.

Havia uma garota interessante lá, seu nome era Maria Fernanda, ela era dona de uma beleza surreal. Eles dançaram ao som de rock para seus demônios poderem liberar.
Já eram três da manhã, quando Guilherme olhou para o seu relógio. Nem percebeu como o tempo houvera passado de forma tão rápida. Tinha de ir para casa, ou com certeza iria se dar muito mal com seus pais. Mas antes de ter de abandonar aquela festa, deixou o numero do seu telefone com aquela linda garota vestida de gata borralheira.

Depois que um telefonou para o outro, marcaram para ir há um cinema, assistir um filme de Franco Zefirelli. Mais tarde foram para o parque da cidade, onde debaixo de uma árvore trocaram beijos apaixonados.


Todos os dias Guilherme e Maria Fernanda se viam, e como não podia deixar de ser, sua vontade de estarem juntos crescia á cada nascer e por do sol. Maria Fernanda amava a pintura, gostava muitíssimo de Van Gogh.
A moça curtia Smiths, Beatles e the Birds, lia febrilmente a poesia de Rimbaud, era fã incondicional de Marilyn Monroe.
Guilherme ouvia Legião Urbana e Paralamas, também gostava dos Rolling Stones, amava assistir televisão e jogava gamão com seu pai e avô.

Ele tinha dezesseis anos, enquanto Maria Fernanda já estava na casa dos vinte e três. Com a permissão de seus pais, fizeram uma viagem, e nela descortinaram os caminhos do sexo.

Maria Fernanda falava com Guilherme sobre mitologia Grega e musica clássica, pois ela amava também Vagner, Beethoven e Chopin. Visitaram muitos museus, assistiram a diversos concertos sinfônicos, enriqueceram sua alma, recebendo nela, o beijo ardente da arte.
No tempo devido, enquanto ele passava no vestibular ela se formava na faculdade de artes plásticas, os dois festejaram estas conquistas, com uma noite de amor regada a um delicioso vinho do porto.

O jovem casal enfrentou muitas dificuldades financeiras, mas no final venceram, pois nenhum obstáculo ou problema eram maiores que o seu amor. Tiveram gêmeos, construíram um lindo e grande sobrado na cidade de Santos. Hoje tenho saudades destes meus amigos, quando penso neles, e me recordo o quão era e é linda, a história romântica de Maria Fernanda e Guilherme.

O texto postado acima foi inspirado na letra da canção intitulada- “Eduardo e Mônica”-, da autoria de Renato Russo- 1960-1996-, para o disco “Legião Urbana –Dois”-, 1986-, Emi Odeon .

-----------------------------------------

ELTON DAS NEVES O ANJO DAS LETRAS.

Comentários:

TEXTOS E CRÔNICAS DO ANJO DAS LETRAS. © Copyright 2007 - 2017 | Design By Gothic Darkness | Editado por Lizza Bathory