sábado, 27 de dezembro de 2008

"UNIDOS PELO DESEJO!"

I

A porta esta aberta agora, e parada no meio dela você me olha de forma tão sincera, sua boca carnuda parece mais o fruto do paraíso perdido pedindo para ser experimentado. Tua camisolinha me mostra feito um perfeito espelho teu corpo belo e gostoso, eu o vejo por meio de sua transparência sem pudor, seus contornos e curvas se revelam então com todo o seu fulgor.

II

O sol se levanta lá fora iluminando esta humanidade que insiste em ser tão cretina, e eu te aprisiono em minha fascinada retina, te chamo para perto de mim, te invoco da porta de onde me olhas parada, paralisada, lascivando de tanto desejo manifestado por amar tanto o seu contemplado. As ruas estão cheias de pessoas vazias, suas almas são tão frias e esguias, mas em nosso apartamento é a luz do amor que brilha, ele nos envolve e nos ilumina.

III

Então deixando a porta em minha direção você caminha, então te toco não te perdendo de foco, com meus ágeis dedos dedilho teu corpo como se ele fosse um delicado instrumento, e como um brilhante musico eu o toco em notas suaves, as vezes agudas e graves.

IV

O beijo é dado sem ser pedido, o sexo é iniciado sem ser referido, meu corpo por você é tocado, pois ele é teu por direito porque te foi prometido. Nossas línguas se encontram como em um abraço ardoroso, elas se enroscam como corpos apaixonados entregues ao desejo sôfrego. Não há uma bússola á nos guiar, estamos perdidos neste caminhar que nos leva a uma louca paixão a nos entregar.

V

Você toda solta, despida já de tua camisolinha transparente, entende que o nosso prazer é urgente, e sentada em mim cavalga toda sorridente, respira toda ofegante, puxando o ar com seus pulmões para dentro do teu corpo que se prepara para um orgasmo triunfante.

VI

Arquejas com uma devassidão deslumbrante, e nesta cavalgada de luxuria fulgurante, cola tua boca na minha em um osculo profundo, molhado e provocante. Nossas almas neste momento estão abraçadas, unidas em um ato único por um só anseio, de prolongarmos a sensação deste nosso prazer que nos é invocado pelo desejo.

ELTON DAS NEVES O ANJO DAS LETRAS.

2 comentários:

Bia disse...

Adorei anjo, de verdade.

Beijos!

Fernanda! disse...

Amor vamos fechar o ano com presentinhos?

Pegue os seus no Brisa Feliz!


Feliz 2009!!