Google Translate

MASTURBAÇÃO!!!

segunda-feira, 11 de maio de 2009.
****Colocas teus sais perfumados em tua banheira quente, com tuas mãos delicadas revolve a água para a mistura de tais essências cheirosas, corpo nu debaixo de um roupão de pano azul.
****Ergue-se no ar junto com a fumaça expelida da água, um perfume afrodisíaco, manifesta-se em tua pele um cruel arrepio do mais puro desejo. Soltas teus cabelos negros sobre teus ombros, madeixas com pontas onduladas, cascata de fios profanos provinda da cabeça de uma deusa pagã, tão desejável como uma doce maçã.
****Retiras teu roupão, dispara assim teu coração, experimentas a temperatura da água da banheira com as pontas dos dedos dos teus pés, deliciosa ela esta, entras em seu interior, mergulhando teu corpo até o fundo, é como se penetrasse no âmago do desejo pervertido.
****Velas acesas com odor agradável sobre as beiras de tua banheira, cupidos,espíritos bem aventurados ao redor dela acampam, desfraldando sua bandeira de rendição, ante tal visão de tamanha beleza, que faz aumentar do pulso, sua pulsação.
****Colocas para tocar uma musica sensual, para que se erga logo em ti o mais selvagem animal de um imenso ímpeto carnal.
****Arrepios incontidos se repetem no toque agradabilíssimo da água pelos sais perfumada, tua matiz morena clara esta agora toda molhada, movimentos ao embalo da balada levada pelas ondas do rádio ligado. Sua indecência desmedida no ato concebido pela tua mente que é um campo delicioso de pura lascívia.
****Não suportando mais tamanha pressão de seu sentido tesão, introduz teus dedos longos em tua vagina depilada e pela excitação tocada. Teu clitóris teso, convite a um gemido alto e prolongado, fazendo estremecer as paredes do teu banheiro esfumaçado.
****Apertas tuas coxas grossas por entre tuas mãos, esticas uma perna para fora da banheira que já agora se torna pequena, pois é grande sua comoção, ferve em teu sangue rubro a sua feminina emoção.
****Neste sexo solitário não há limites afixados pela humana razão, apenas pela tua loucura tarada, fazendo-te de verdade uma mulher furacão.
****Quando três dedos em tua genitália por coito esfomeada já estão enfiados, já levado um razoável tempo, vem em um grito vindo de tua garganta pela vontade sexual rasgada, o orgasmo invocado pela manipulação do teu sexo em tua mão desavergonhada.
****Relaxas agora, encostando tua cabeça suprimida pela fantasia realizada na cabeceira de tua banheira, teu divã de gata faceira, de menina tarada e borralheira.

ELTON DAS NEVES O ANJO DAS LETRAS.

E você... também se masturba na banheira???

Comentários:

TEXTOS E CRÔNICAS DO ANJO DAS LETRAS. © Copyright 2007 - 2017 | Design By Gothic Darkness | Editado por Lizza Bathory