segunda-feira, 15 de junho de 2009

ANJO CAÍDO- A MENINA DO QUINTO ANDAR.

****E ela se jogou, mas na verdade nunca quis se jogar, na realidade foram eles que jogaram com a vida dela. Com dados viciados em suas mãos, não notariam que tal jogo seria fatal. Agora há choro e muita lágrima derramada sobre o tapete de luxo da casa.
****Ela se jogou e se lançou no ar, mas antes disto, tinha se desfeito dos seus sonhos, dos seus desejos, todos eles foram destruídos pela falta de atenção, pela tensão do diálogo inexistente, pelo ato frio de nunca lhe estenderem a mão para lhe ajudarem, sobretudo, quando ela mais precisava.
**** Agora sobre a visão do corpo adolescente caído indolente, estatelado no chão lá embaixo, arrependimento tardio de coisas que não se fizeram, pequenos atos de atenção, apoio e carinho que lhe foram negados desde muito pequena, detalhes pequenos, mas que neste momento fazem a diferença, tornando-os na verdade, detalhes de suma importância.
****Nunca dizer eu te amo a alguém quando se tem a chance, é um erro a qual mais tarde, pode-se levar ao arrependimento com gosto amargo. Não falo só do amor romântico, mas de todo tipo de amor, do pai pela filha, do filho pela mãe, do avô pela sua neta, do neto pela sua avó, do irmão para outro, do tio para seu sobrinho, da sobrinha para sua tia, que talvez já se sinta pela vida esquecida.
****Um olhar triste pode guardar dentro dele muita coisa, mil medos, fantásticos pesadelos, sombrios devaneios, traumas emocionais de congelar a alma, e muitas vezes ao nos depararmos com tal olhar, nos escusamos de saber por que há tanta melancolia nele.
****Se importar de fato com aqueles á quem amamos, este é o nosso grande dilema, não esquecermos de sermos extremamente humanos com as pessoas que dizemos que nos são caras. O dia é hoje, não amanhã, ou ainda depois de amanhã, para nos voltarmos á quem precisa de nossa ajuda. Ela pulou, sim, pulou, do quinto andar, ela saltou, esta menina poderia ser sua filha, sua vizinha, sua melhor amiga, sua irmã, sua empregada doméstica ou ainda sua namorada. E eu te pergunto, para quebrar este teu silêncio mudo, se algum momento notou algo diferente no semblante desta garota suicida, em algum instante perguntaste, oh minha querida o que contigo esta acontecendo?
****E ela pulou... que venham os anjos ampará-la para que seus pés, não se machuquem em alguma pedra.

ELTON DAS NEVES O ANJO DAS LETRAS.

Nenhum comentário: