Google Translate

A mulher que dorme dentro de mim.

segunda-feira, 6 de junho de 2011.
        Ela anda com a delicadeza de uma bailarina de balé clássico, sendo assim, se move com a suavidade semelhante à de um poema que foi escrito por um anjo do céu.  Essa bela jovem tem o brilho do sol da primavera em seus olhos, então ilumina meus passos quando me contempla caminhando em sua direção.

       Esta moçoila de quem vos falo me ama absurdamente, e isto que vos digo é a mais pura verdade, porque esse amor que ela nutre por mim não procede apenas do seu coração apaixonado, mas também da força hercúlea que vem do seu útero sagrado de mulher.

      Meus dias são longos e tristes quando os passo longe de sua adorável presença, no entanto, quando ela está próxima a mim, eles se tornam ensolarados e felizes como se este mundo em que vivo, tivesse se transformado no paraíso celestial que foi perdido um dia pelo homem.

    De tempos em tempos eu a vejo subir nas arvores seculares da beleza inumana e colher dos seus frutos, assisto-a devorar deles avidamente, feito isso, contemplo com meus olhos maravilhados a eternização de sua juventude e beleza estética inquestionáveis.

   Quando abre sua boca para cantar, é a voz de uma sereia que ouço sair dela, meus ouvidos se sentem comovidos ao serem tocados por esse seu doce canto.  Esta mulher é tão antiga quanto a terra e tão sábia e poderosa quanto à lua, de seus calcanhares brotam brisas e furacões que varrem a orbe das almas daquelas pessoas que a cercam.  

   De suas pernas escorrem o sangue que não lhe serve mais, nela a vida ainda não pode ser concebida, mas isso não será algo permanente, pois seu corpo se preparará para gerar em seu seio os novos Ulisses e novas Helenas, quem sabe se esses seus filhos escreverão com suas vidas, uma nova Ilíada ou construirão uma outra Tróia?

  De manhã ela acorda para ir caminhar sobre o mar do Oceano Pacifico e dançar com Poseidon, tendo toda a corte dos deuses do mar a assisti-los em total embevecimento de suas almas.

  De noite essa incrível mulher, me envolve em seus braços fazendo amor comigo com a fúria e o desejo de mil Afrodites juntas, deste modo tenho orgasmos monstruosos e impossíveis de serem descritos em toda a sua delicidade pelo meu pobre vocabulário humano.

  Esta fêmea de mil maravilhas dorme dentro de mim para que eu desperte todos os dias como um homem renovado dentro dela.

ELTON SIPIÃO O ANJO DAS LETRAS. 

Comentários:

TEXTOS E CRÔNICAS DO ANJO DAS LETRAS. © Copyright 2007 - 2017 | Design By Gothic Darkness | Editado por Lizza Bathory