Google Translate

A mulher que nasceu do carvalho.

quarta-feira, 8 de junho de 2011.
         Ela carrega dentro de si uma leoa selvagem, e a savana onde corre é o da sua sensualidade de mulher primitiva. Seus cabelos loiros escorrem pela sua testa e nuca, eles brilham como ouro refulgente diante o fulgor do radiante sol.

         Esta mulher regurgita poesias profanas, aquelas que foram escritas por Baudelaire e Verlaine, de sua boca de lábios vermelhos, ecoam a voz de uma belíssima bacante de Dionísio. Em seu peito sagrado bate o coração de uma sacerdotisa de Afrodite, pois seu nome é amor, enquanto que seu sobrenome é paixão.

        O seu leito é forrado com os lençóis em chamas da luxuria implacável, eles são tingidos com a cor vermelha de seu sangue latino, seu ventre vomita furacões extasiantes de orgasmos infindáveis. Um  deus antiquíssimo já foi seu amante, hoje é um poeta que anseia ser pescado pela rede lirica de seus macios braços de fêmea apaixonante.

        Seus filhos e netos a cercam iluminados pela sua alma feminina bem aventurada, em seu sorriso de matriarca estes encontram consolo, paz e alegria para seus espíritos infanto- juvenis.

        Apolo desafiou Eros para ter a graça de cortejá-la, e vencendo tal duelo divino, para conquistar seu coração humano, prometeu-lhe enaltecê-la diante os deuses do Olimpo, conseguindo com que Zeus a transforma-se em uma das mais sublimes divindades femininas de sua corte de deidades.

       O carvalho foi partido pelo machado sagrado de um profeta antigo, que com sua madeira tinha a pretensão de construir para si uma casa, do lenho deste referido carvalho nasceu uma mulher, nua em pelo, que tinha a pele alva como à neve, os cabelos aloirados como a mais viva aurora, e que trazia o nome pelo qual devia ser chamada gravada em seu fértil útero. Nele estava escrito: “Fêmea”.

ELTON SIPIÃO O ANJO DAS LETRAS.


Dedico essa prosa poética em especial a minha amiga e musa Evanne Carvalho e a  todas as minhas leitoras, estas que tanto amo.

5 Comentários:

MARILENE disse...

Seu texto tem uma beleza original, sensual e histórica. Bela homenagem fez a sua musa.

Bjs.

Vivian disse...

Bom dia,Elton!!

Que lindo seu texto! O carvalho é minha árvore favorita, imponente senhora do tempo!!
Uma prosa poética esbanjando sensualidade!!
Beijos!
*Quando puderes visite meu blog novo, estou escrevendo contos...sou uma iniciante, adoraria sua opinião SINCERA, já que tens muita experiência em escrever!

Sissym disse...

Que texto bonito, acredito que sua musa vai ficar feliz com a surpresa.

Beijos

disse...

Tremendo e maravilhoso seu texto.
Anjo seja bem vindo ao Blog Mulheres Sábias, claro que te aceito lá. Adorei seu Blog e já estou te seguindo e levando seu banner ok. Paz seja contigo.

Marli Boldori disse...

Elton,seu poema além de muitas metáforas que nos levam a refletir e buscar mais significados,trazem como exemplo nomes de autores clássicos como Charles Baudelaire e Paul Verlaine poetas que estão em minha mesa de cabeceira.A mitologia tbm enriqueceu seu poema.Achei extremamente rico.Obrigada pelas amáveis palavras em meu espaço,além de muito oportunas.Qto ao problema de acesso ao meu blog eu tbm tenho enfrentado alguns,mas ñ deixe de me visitar tente sempre.Ah! sua musa deve ser a inspiração divina.....Um grande abraço!

TEXTOS E CRÔNICAS DO ANJO DAS LETRAS. © Copyright 2007 - 2017 | Design By Gothic Darkness | Editado por Lizza Bathory