Google Translate

A nossa carne é fraca!

terça-feira, 13 de setembro de 2011.

            A carne é fraca e isso nós dois sabemos, quantas vezes sucumbimos ante a fragilidade da nossa?A minha pele se alimenta da fragrância da tua assim como o meu corpo se nutre dos fluidos que procedem do teu corpus profanus.

           Quando a minha língua de natureza lasciva abraça a tua em um beijo espasmódico, é como se duas correntes de energia de alta potência mística se cruzassem, neste encontro explosivo sentimos que nossas animas sagradas experimentam um orgasmo metafísico.

           Gosto de escalar o teu monte de Vênus com a audácia da minha paixão e sou um viciado inveterado em embrenhar-me na floresta negra dos teus pelos púbicos, de forma alguma me canso de beijar com meus lábios de amante ébrio- latino os lábios menores e maiores de tua cona piramidal rósea.

          Os pardais de fogo de nossa luxuria sem limites cantam sobre os pórticos de nossos abraços perdidamente apaixonados, eles revoam nas asas da primavera do encontro das piras em chamas de nosso corpus insanus.

          Nos rios selvagens de teus gemidos de loba alfa me banho e me deixo levar pelo turbilhão de suas águas rebeldes. São nos teus urros de fêmea libertina e libertada que corre com as leoas que me torno tua caça mais desejável.

          Amo, oh minha donzela e enigmática caçadora quando deixas a Lilith tomar conta de tua anima feminina, e com isso vejo-te personificada nela e ela em ti, então sou amado com loucura visceral em nosso leito de desejos e deleites doces pela deidade e humana mulher que tu és, ah, minha amada sacerdotisa dos mistérios lilithidianos.

         Ao final, em meio a pronuncia de teu nome sagrado e profano eu deito minhas águas seminais no interior de teu cálice uterino, aquele que é o meu santo graal.

ELTON SIPIÃO O ANJO DAS LETRAS.

Velcan Pendragon é o meu Santo Graal.

Comentários:

TEXTOS E CRÔNICAS DO ANJO DAS LETRAS. © Copyright 2007 - 2017 | Design By Gothic Darkness | Editado por Lizza Bathory