Google Translate

Entrego-me a ti nas linhas que eu te escrevo!

sábado, 5 de novembro de 2011.
            Escorre pelas pernas a excitação extrema, ela que chega pela via dos sentidos. Esta sensação que se avizinha, não de forma sorrateira, contudo, se aproxima com vagar, mas quando se apossa do teu corpo de mulher, ahhh...se manifesta com uma força semelhante a do furacão.

           Tu me lês nestas minhas linhas que eu te escrevo, poesia ou porcaria, uma poética que não tem métrica, desprovida de rima, tu me enxergas nestes mesmos textos que publico nestas páginas para entreter-te, divertir-te, para lhe ser sincero minha querida, o meu real objetivo é excitar-te.

          Anjo das Letras ou um homem com um dom de escrever o que se passa dentro de si, que se consome em um sentimento passional pelas coisas que materializa com a sua escrita, em seus versos e textos em prosa?Anjo das Letras ou um Dionísio moderno que com sua literatura inebriante leva as suas leitoras bacantes, dançarem orgias poéticas e plenas de paixão ao redor de sua alma orgástica?

         Tu sentes, oh, mulher, o quanto te amo, nestas linhas que te componho ao revirá-las com teus olhos que carregam o brilho fascinante de teu coração feminino. Ao ler-me com todo o cuidado consegues sentir os pêlos do teu corpo se eriçar, pois tens a sensibilidade de perceber toda a minha luxuria apaixonadíssima pela tua essência anímica.

         Entrego-me em cada palavra, vogal ou consoante ou até mesmo em cada parágrafo que crio com a ponta da minha pena autoral. Derramo-me como o sangue em um corte profundo em cada metáfora que procede do meu peito de poeta ferido, pelo inconformismo de não atingir como ainda quer, a tua alma de fêmea portentosa, oh, amada mulher, fonte suprema de toda a minha inspiração literária.

ELTON SIPIÃO O ANJO DAS LETRAS.

Comentários:

TEXTOS E CRÔNICAS DO ANJO DAS LETRAS. © Copyright 2007 - 2017 | Design By Gothic Darkness | Editado por Lizza Bathory