sexta-feira, 4 de novembro de 2011

Eu escrevo!


       
            Escrevo com uma fúria interior que tem um ardor vulcânico, derramo através da minha escrita as gotas da minha alma liquefeita pelo calor deste fogo que me consome.

            Este fogo passional que me devora por dentro é o mesmo que incendeia as linhas que escrevo amando, abençoando,amaldiçoando, dizendo palavras de amor, praguejando, desenhando a ânima humana nos meus versos e nas minhas prosas.

           As nove musas canônicas me cercam em meus momentos de criação levando a minha boca o cálice da inspiração divina de Febo, os espíritos de antigos escritores aproximam-se de mim possuindo-me com sua loucura e êxtase criativos.

           A Literatura nesse momento torna-se a minha mãe, pois cada vez que eu me ponho a escrever, ela concebe em mim um escritor novo.

ELTON SIPIÃO O ANJO DAS LETRAS.

Nenhum comentário: