segunda-feira, 26 de dezembro de 2011

O Natal do Menino-Deus.

            Hoje é natal, um dia onde um menino-deus nos nasceu para transformar este mundo de caos em que vivemos em um lugar de luz divina fulgurante e muita paz acalentadora. Então que os exércitos todos da terra baixem suas armas e que os governantes que os lideram levantem a bandeira alva da pacificação.

            A antiga estrela de Belém ainda insiste em brilhar no céu de nossas vidas, ela teima em nos guiar como fez com os três reis magos a mais de dois mil anos atrás para a sagrada gruta, aquela onde o menino-rei após nascer foi colocado em uma humilde manjedoura.

           Ali os anjos todos se encontram, ali os pastores que representam os pobres de coração se reúnem em grandes bandos. Sobre o lugar onde se encontra aquela gruta volta-se para ela também todos os deuses e todas as deusas para reverenciar o deus-encarnado, o deus-infante.

           Neste dia tão divino onde o Verbo pegou emprestado para si à natureza humana com o intuito de redimi-la com seu vindouro sacrifício sagrado, que as mãos dos homens e mulheres possam juntar-se para reconstruir um novo planeta, onde o lucro financeiro esteja bem abaixo do valor humano e da importância da riqueza que a mãe-natureza tem.

           Que nesta noite mágica a criança-divinal israelita possa trazer compreensão aos adultos de que eles devem proteger sempre a todos os meninos e meninas do Brasil e de todo orbe terrestre, e que coisas como a pedofilia pertençam há um passado tão distante que não volte a nossa realidade nunca mais.

            Que o filho de Maria possa no interior de seu coração sagrado unir em uma só alma e um só coração as nações do mundo inteiro, ensinando e operando o milagre que cada homem e mulher existentes possam se considerar e se tratar como autênticos irmãos e irmãs.

ELTON SIPIÃO O ANJO DAS LETRAS.

Nenhum comentário: