Google Translate

A fêmea que sempre está junto a mim!

segunda-feira, 23 de janeiro de 2012.
            Teu cheiro o vento trás as minhas narinas como se ele quisesse dar-me um mimo para agradar a minha alma. Então quando me sinto totalmente envolvido por este teu odor de mulher super atraente, curvo-me diante de ti, prestando reverência a tua beleza inquestionável.

            Adoro cheirar o perfume natural procedente dos teus suores, confesso-te que ao senti-lo fico extremamente excitado, o animal sexual que existe dentro de mim é despertado e como um leão esfomeado ele ruge com ardor dentro do meu peito.

            Sem conseguir me controlar, te pego com minhas mãos firmemente, aperto o teu corpo desejável junto ao meu, eu te juro que nestes momentos de intimidade caliente, parece que consigo não só sentir, mas ouvir o meu coração bater acelerado, dando-me a impressão de estar querendo implodir-se dentro do meu seio.

            Deste modo, levado por essas fortes emoções, eu aproximo a minha boca da sua e beijo-te com vontade extrema, beijo-te como se não houvesse amanhã, mas como se o mundo fosse acabar para nós naquele instante.

            Nestes meus atos de oscular-te, sinto vontade de fundir-me a ti em uma união completa e total, mente, alma e corpo, para que desta maneira não sejamos dois, mas um só ser unidos por uma paixão romântica sem precedentes.

            Ao final dos nossos orgasmos onde parecemos vislumbrar as faces dos anjos, sinto que de certa maneira deixas dentro de mim um pouco da tua essência, um pedaço de ti, talvez isso explique o fato de mesmo quando tu estás ausente, eu consiga sentir a tua forte presença ao meu lado.

ELTON SIPIÃO O ANJO DAS LETRAS.

2 Comentários:

Amadeu Paes disse...

Bela prosa, meu amigo.

Cheiros e essencias naturais de nossos corpos, levando-nos ao amor real e bruto.

Desejos do Coração disse...

Mais uma vez, texto lindo... Excitante e doce ao mesmo tempo. Parabéns!!!

TEXTOS E CRÔNICAS DO ANJO DAS LETRAS. © Copyright 2007 - 2017 | Design By Gothic Darkness | Editado por Lizza Bathory