segunda-feira, 23 de abril de 2012

Transe orgástico!

            E te deitas sobre meu corpo igualzinha a uma leoa faminta, desejas muito saciar a tua fome obscena devorando-me em meio aos teus gemidos e urros de satisfação sensual.

            Nossas bocas se encontram em um beijo incendiário que faz-nos arder em uma febre de um desejo onde só se conhece o seu início, mas jamais o seu fim.

            Tua tez aromatizada com óleos que contém fragrâncias deliciosas leva-me a loucura quando o odor dela penetra as minhas narinas, neste instante como em nenhum outro, a razão torna-se para mim uma total desconhecida.

            Seus cabelos cheirosos de fios longos caem em minha face, porque enquanto cavalgas em minha virilidade em completo delírio extasiante, de quando em quando abaixas tua cabeça e teus lábios para ganhar os meus, beijando-os com doce e afogueada paixão.

            Em absoluto transe orgástico, ao final eu inundo tua fenda onírica e de sublimidades sem ocaso, com minha seiva de filho de Cernunnos, fazendo-te balançar entre os abismos da luxuria e de um prazer tão indescritível em sua sensação, que ser humano nenhum nunca poderá lhe dar um nome.

ELTON SIPIÃO O ANJO DAS LETRAS.

2 comentários:

Fênix27 disse...

Oi!
Uau!este texto é de grande prazer,muito bom, e olha tem quem não goste,mas é fato quando os corpos se atraeem e se entrelaçam numa dança da paixão e do prazer.
Passando para te desejar uma terça-feira iluminada e mais uma vez te agradecer por tudo.
Bjos.

Sissym disse...

Hummmm.... excitante! Otimo!