segunda-feira, 21 de maio de 2012

Mulher-Fera-Dois!!!

            Quando tu me olhas desta forma, é do meu conhecimento que tudo está perdido para mim. Ah, minha querida, eu sei que não conseguirei renunciar-te. É-me praticamente impossível resistir a esse seu olhar hipnotizante e dono de uma atração quase que fatal, ele é similar a um imã que me atrai aos teus braços de fêmea que está a arder em chamas de puríssimo desejo sensual.

           Nem todos os objetos sagrados sejam de que religião for conseguirão proteger-me desta vampira de sedução irresistível que tu significas. Seu lindo sorriso destila pura malicia, e sua voz dirigida a mim transpira a emissão da excitação sexual suprema. Tu és uma predadora nata, senhora de um magnetismo sexual incontestável, e eu sou uma presa fácil de ser capturado por tuas garras de pantera fatal.

          Não me queixo de ser seduzido por ti, apenas me incomoda um pouco este poder demasiado de persuasão sedutora que tens sobre o homem que eu sou.

         Em teus braços macios me conduzes a um deleite quase que surreal, tamanho o prazer que nele habita, na tua boca que me concedes beijos de uma delicidade impar, sou levado a êxtases místicos que me levam a antever o futuro orgasmo que me virá, oh, minha amante indomável.

         Somente na maciez de nossos lençóis brancos é que nos sentimos completos, somente envoltos neles que conhecemos em sua pureza a essência natural de nossos extintos de homem e mulher.

         Meus extintos de homem-caça e os teus extintos de mulher-caçadora.

ELTON SIPIÃO O ANJO DAS LETRAS.

Um comentário:

Velcan Pendragon disse...

Surpreenda-me o ouvido com palavras manhosas
sussurros indecentes, propostas indecorosas
voz melosa...

Surpreenda-me os olhos com gestos incontidos
versos coloridos, carinhos atrevidos
atos invasivos...

Surpreenda-me os sentidos com beijos apaixonados
desejos ousados, olhares demorados,
abraços apertados...

Surpreenda-me com paixão voluptuosa
carícias gulosas, mãos libidinosas,
peripécias amorosas...

surpreenda-me com amor ardente
encena o ato com imediata realidade,
mata o meu desejo, acende a chama,
me ama por inteiro...
que o meu cio te reclama
e eu não controlo esta vontade...



(ακόμα λαχτάρα για τα φιλιά σου και με το αίμα σου Φιλικά Seliny)