sábado, 25 de maio de 2013

Tempestade és!!!

      Em ti, é grande a batalha das turbulências. Por ti, quedo-me fascinado por tempestades. Nos teus olhos, precipitam-se gelo e água forte, ascendentes correntes, calor latente, cristais, termodinâmicas instabilidades, rajadas de brisas marítimas, neves, nevascas, avalanches pelo topo da alma, parcelas de mágoas, angústias, dores convergentes, divergentes, anseio seco, desejo molhado, trovões, ventos nervosos, doçura irritada, conflitos, fugas, vorazes sedes e gulas, vindas de tua história, de outras línguas, linguagens, máscaras de granizo e solidão.

     Onde a significante condensação que te gerou?Não importa. Nem tu sabes. Apenas tempestuas. Tempestuosamente, avanças sobre minha atenção, puxando meu barco de desejos, de frêmitos. Vens para diluir minha inação intranquila, vens para dar-me o olho do relâmpago, vens para que eu não seja mais estátua. Conformado que eu estava com os pombos que todos os dias cutucavam-me os ombros, de frente para o mar bonançoso, mal notei o escuro de sua luz revolta, e quando vi, estava tragado pelos teus cabelos de nevasca, sabendo-te a biografia, a música, a violenta agitação da alma em procura, e o estrondo de tuas ondas sobre meu peito de bronze foram como palavras de promessa ao meu pó.

- NATANAEL GOMES DE ALENCAR. 

Um comentário:

Cristal de uma mulher disse...

Tudo se mistura a vida e cada um escolhe a sua...Melhor sentir a vida a risos e vivê-los e amar o homem ou a mulher amada com muita seguridade.

Um beijo meu querido.

Deixei uma postagem em meu blog hoje espero que goste e discuta o tema conosco.

Bom fim de semana

Beijinho