Google Translate

Veneno!!!

quarta-feira, 8 de maio de 2013.
Brindemos amada, brindemos
a tola sorte com água
e não questione meus intentos.
Quisera valsa, depois mortalha
a vida ao fio da navalha
e agora chora seus momentos.

Eu nada tenho que me tires
tampouco peço: me socorra
Impede ao acaso que corram os rios
enquanto desejas que eu morra?
Já te serves da perjúria...
Eu sorvo o vinho barato
e na abstinência de falas
me deixe viver sossegado.

Esqueça o mundo, dê-se um tempo
há vestígios além da estrada
Meus versos destinam-se aos ventos
desfiladeiros são a casa
o lar que o poeta assombra
o mesmo que abarca o relento...

Brindemos amada, brindemos
ainda que juntas morramos
Brindemos com mel e veneno!

 - Orquídea Marques!!! - (Amber). 

A postagem original de - "Veneno"!!!

Comentários:

TEXTOS E CRÔNICAS DO ANJO DAS LETRAS. © Copyright 2007 - 2017 | Design By Gothic Darkness | Editado por Lizza Bathory