Google Translate

Mas, se me convidares a entrar...

quinta-feira, 4 de julho de 2013.
     Se me convidares a entrar, eu entrarei, então não terás como depois empreender uma fuga, juro-te que uma vez dentro lhe seduzirei a alma. Reterei sua essência anímica na palma da minha mão como um anjo quando assim o deseja, guarda na sua o corpo fulgurante do sol.

     Se me convidares a entrar, nunca mais poderás me expulsar, prometo-lhe apaixonar-lhe o coração, mantendo-a cativa nas asas esvoaçantes dos meus beijos - enlouquecedores.

     Sou aquele que sempre desejastes em teus sonhos mais inconfessáveis, a luz que sempre crepitou no âmago do teu espírito de mulher.

     Habito em teus gemidos de prazer quando estás debaixo da água do chuveiro, tocando-se intimamente, chegando a gozos extasiantes enquanto eleva os teus pensamentos na direção de onde me encontro naquele exato instante.

     Eu virei a ti no navio que naufragado chegará quase que em destroços a atracar acidentalmente a beira justamente da praia onde tu moras.

     Quando menos esperares eu estarei diante da tua adorável presença, apenas aguardando teu convite de grande amor e absoluta paixão. Então finalmente me apoderarei daquilo que é meu por direito e deste modo dançaremos eternamente sob o luar prateado dos nossos quereres deliciosamente mais absurdos.

- ELTON SIPIÃO O ANJO DAS LETRAS.

Comentários:

TEXTOS E CRÔNICAS DO ANJO DAS LETRAS. © Copyright 2007 - 2017 | Design By Gothic Darkness | Editado por Lizza Bathory