terça-feira, 7 de janeiro de 2014

Elogio de amor ao corpo da mulher

Teu corpo é o templo da beleza intocada,
e minha fonte de alegria caudalosa, apenas
tocando-o consigo entrar em estados de
êxtases sublimes. Amo-o, como amo meu
próprio respirar. Amo-o como amo minha
própria alma.

O cheiro que se desprende deste teu corpo
excita o meu levando-o a viajar na nau da
loucura divina. E o gosto do teu suor é mais
delicioso que o do vinho de maior fama no mundo.
Adoro beber-te quando tu transpiras em meus braços
enquanto fazemos amor.

Teu corpo é o elixir alquímico criado pelos Deuses,
até me parece em alguns momentos que foi proibido
por eles que algum homem o experimentasse.
Mas eu ousei experimentá-lo, e não me arrependo disto.
Desfruto do prazer enorme de possuí-lo com minha boca,
minhas mãos, com o encontro de nossas peles, e com a união
dos nossos sexos.

Ah, este teu sexo molhado, cheirando a puro pecado, com
gosto de pimenta vulcânica, transpirando luxuria multicolor,
levando-me a dançar com as sensações mais inebriantes e
delirantes que já pude experimentar nesta minha vida.
Teu sexo me leva ao verdadeiro paraíso perdido, ao mesmo
tempo que ele parece ser a árvore da ciência do bem e do mal.

Gozar dentro de teu fruto piramidal, é experimentar o beijo
sagrado de uma só vez de todas as Deusas belíssimas do amor.

- ELTON SIPIÃO O ANJO DAS LETRAS.

A foto que ilustra o texto publicado acima, é da autoria do fotógrafo britânico David Hamilton –(15 de abril de 1933). Hamilton é famoso desde a década de 1970 por fotografar jovens adolescentes nuas ou seminuas. Dono de um estilo característico onde predominam as cores suaves e a granulação, tal estilo então chegou a ser chamado de “hamiltoniano”.

Fonte de informação: Wikipédia a enciclopédia livre.

Nenhum comentário: