terça-feira, 11 de fevereiro de 2014

Sagrado Feminino.

Jamais permitirei que almas misóginas toquem
em ti, logo elas que trazem em si o poder demoníaco
daquilo que é fálico-ácido.

Beijarei teus pés femininos para que nunca entreis
em sinagogas onde os dragões do monoteísmo te
esperam para devorar-te viva.

Lá fora, longe da proteção dos muros sagrados do
templo da Deusa os cães sarnentos a esperam para
aprisiona-la em dentro de burcas negras, estes
odeiam a vagina, temem o clitóris, e anseiam
cometer canibalismo comendo da carne de
teu útero.

Olhe bem, preste atenção nestes que carregam
consigo o crucifixo bento, eles desejam-te
submissa ao extremo, até voltares a ser uma
mísera costela de um homem porco-chauvinista.

Venha agora para mim, em minha testa tenho
tatuada a lua minguante, na mão direita seguro
o caldeirão de Cerridwen, enquanto que na
esquerda carrego a taça que está transbordante
do teu sangue menstrual.

Caminhai ao meu lado totalmente livre como um pássaro
de asas robustas, sabedora que ninguém é teu senhor,
e que apenas tu mesma és dona de teu corpo, alma e espírito.

Andemos sobre o corpo sagrado de Gaia que é a própria terra e
desfrutemos juntos de seus doces frutos.

A Deusa é a vida,
é o equilíbrio e o caos,
ela é a luz,mas também
é a sombra. Esta Grande
Senhora com sua voz
melodiosa nos chama
ao abrigo seguro que
apenas existe nos
braços do seu amor maternal.

A Deusa era, é, e voltará novamente a ser.

- ELTON SIPIÃO O ANJO DAS LETRAS. 

Nenhum comentário: