segunda-feira, 3 de março de 2014

A maçã de Avalon.

        Serei arrebatado carregado por corcéis de fogo ao teu seio sublime, e dentro de ti encontrarei o ápice do êxtase místico. Sim, teu corpo me é um templo sagrado de delícias múltiplas. Nele encontro-me mais perfeitamente com meu eu, neste encontro intimo que tenho com tua carne aprendo a conhecer-me melhor.

        Tua vulva triangular é meu fruto divinal, a maçã de Avalon onde se encerra a ciência do bem e do mal. Teu clitóris é a serpente de fogo, o ofídio pleno em sabedoria que me conduz as portas das Deusas e Deuses Antigos. O veneno desta pequena e poderosa serpente é o êxtase supremo da “pequena morte”.

        Às portas do templo de teu corpo eu estou parado, como um anacoreta que cansou-se da solidão extrema, e vestido de túnica e capuz negros, invoco a benção antiga e sagrada de Afrodite com o intuito de tornar-me digno para adentrá-lo.

        A brancura sensual de tua pele macia de pessegueiro invoca a minha lembrança a santidade de tua alma feminina, e a beleza incólume das montanhas dos teus seios recordam-me da profanidade de teu coração de moçoila provinda da terra.

        És santa, pecadora e és sobretudo MULHER.

        E o amargo e doce rio que escorre no meio de tuas pernas ao meu toque, eu bebo das águas dele, reconhecendo nelas as águas da vida. E banho meu corpo impuro no fluxo líquido deste rio para limpá-lo das manchas de misoginia que minha alma masculina acaba passando para ele.

        E sob os ventos poéticos dos teus gemidos de prazer, permito que seja varrido de mim o velho homem machista, e deixo que nasça em seu lugar, um que seja novo, desta vez um amante e devoto de tua feminilidade diviníssima.

        E é no paraíso nirvânico das tuas entranhas que este novo homem que fizestes nascer em mim, se esvai em um mar embranquecido de orgasmos que nem os grandes reis da terra imaginariam que pudessem existir.  

-ELTON SIPIÃO O ANJO DAS LETRAS

Um comentário:

Anônimo disse...

Olá meu querido Anjo das Letras, Elton.
Um dos poucos homens que devem existir com esta coragem. Será coragem a palavra que procuro? Não achei outra. Talvez 'capacidade' de colocar-se desta forma, sem, entretanto, sentir-se vulnerável.
Beijoss

Cris.

crisbattaglia@yahoo.com.br