Google Translate

Mulher, donzela, mãe e anciã.

sábado, 8 de março de 2014.
        Tua alma é um favo de mel puro para aqueles que bebem dela, este mel que carrega em dentro de si a doçura da sabedoria divinal. O rei Salomão apenas encontrou a verdadeira sapiência nos braços afáveis das inúmeras mulheres estrangeiras que conheceu, e que lhe ensinaram o caminho florido da adoração aos Deuses antigos.
        
        Nos teus anos de menina brincas alegremente com a vida, e iluminas a existência daqueles que te amam com a inocência primaveril do teu coração. A cotovia faz o seu ninho na árvore que fica próxima a janela do teu quarto, e isso para se juntar com o rouxinol onde ambos visitam-te todos os dias com o intuito de escutarem teu canto de pequena sereia.
        
        Quando alcanças teus tempos de donzela, as fadas da primavera veem morar contigo, e as mulheres mais velhas enfeitam tua cabeça com guirlandas de flores do campo. E com o passar dos anos ensinam-te as artes da culinária, da costura, sendo que as mais sábias lhe transferem o conhecimento de sarar ferimentos, assim como a manusear as ervas que curam várias doenças. E debaixo da lua cheia ao redor de um caldeirão negro, e com uma varinha mágica em tuas mãos, dão-te aulas da mais poderosa magia e da mais sagrada bruxaria.
        
        Quando o teu momento de seres mãe chega-te, compreendes que o teu útero simbolizas aquele caldeirão negro onde aprendestes com as sábias anciãs a fazer tuas poções mágicas. Isto porque teu útero é como este caldeirão donde fervilha todos os ingredientes místicos que geram a VIDA.
        
        Quando tua cria nasce, com alegria a amamenta usando o leite sagrado que brota de teus dignos peitos matriarcais.
        
        Mas, chega um dia, e ele vem tão certo quanto o nascer e o morrer, que a velhice irá visitar-te, o inverno da idade avançada te assolará. Mas como és plena da sabedoria de Gaia, isto nunca irá abalar as tuas estruturas. Agora além de mãe, és avó também, e como grande tecelã da existência humana, onde num certo período preparastes as tuas filhas, hoje também preparas as tuas netas, para que cada uma delas seja uma grande MULHER assim como tu sempre o fostes.
        
        A Antiga Deusa que como tu também és donzela, mãe e anciã, sempre esteve contigo, a conduzir os teus passos no transcorrer dos anos.
        
        E eu HOMEM, como teu pai, filho e irmão, agradeço-te por sempre teres me iluminado com a luz sacra e imortal de teu PROFANO e SAGRADO FEMININO.

- ELTON SIPIÃO O ANJO DAS LETRAS.  

        Feliz dia 08 de março, dia internacional da mulher. E que neste dia tão especial, todas as mulheres que me leem assim como aquelas que não me leem, possam se conscientizar da presença da sua Deusa interior dentro das suas almas e corações. E por consequência possam abrir seus olhos para o SAGRADO FEMININO que as reveste neste seu mesmo interior.

Cubatão, 08 de março de 2014, dia internacional da mulher. – Elton Sipião o Anjo das Letras. 

Comentários:

TEXTOS E CRÔNICAS DO ANJO DAS LETRAS. © Copyright 2007 - 2017 | Design By Gothic Darkness | Editado por Lizza Bathory