Google Translate

Sob o inferno incandescente dos teus beijos.

quinta-feira, 3 de abril de 2014.
        Teus beijos ateiam em mim um fogo, um fogo que através de suas chamas consomem-me até as minhas vísceras.

        Teus lábios me são um convite ao delírio da sensualidade onde o LIMITE é apenas uma mera visão de ÓTICA. Tomá-los em minha boca me é a delícia suprema, é semelhante a um mergulho no útero do mais profundo DELEITE.

        Oscular-te do modo que faço me dá a impressão de conseguir beijar a boca do INDIZÍVEL, daquilo que palavras não podem comensurar.

        Teus beijos escarlates me são a porta que atravesso para alcançar o mar verde esmeralda do teu útero. Assim como poder atingir os campos frutíferos de Avalon, onde estão plantadas as maçãs sagradas da Grande Musa Branca.

        Tua língua vermelha é uma sagrada sacerdotisa que sacraliza a minha ao enroscar-se a ela nestes nossos beijos incendiantes.

        Por isto tudo que teu beijar me significa, eu te peço encarecidamente, que nunca e jamais me deixes de beijar.

        Da mesma forma que o girassol passa os seus dias perseguindo o beijo incandescente do sol, assim eu o farei durante toda a minha existência, onde sempre correrei atrás do inferno vulcânico dos teus ósculos.

- ELTON SIPIÃO O ANJO DAS LETRAS. 

Comentários:

TEXTOS E CRÔNICAS DO ANJO DAS LETRAS. © Copyright 2007 - 2017 | Design By Gothic Darkness | Editado por Lizza Bathory