Google Translate

O canto sagrado da bruxa.

sábado, 31 de maio de 2014.
        A lua com a sua luz prateada abençoa a minha alma de mulher bruxa, já é noite, a atmosfera que se cria se torna propícia para a feitura da magia. O círculo mágico é traçado, os guardiões dos quatro elementos da natureza invocados; terra, ar, fogo e água. Com minha voz forte também clamo pela presença dos Deuses e Deusas antigos e sagrados. Acendo um chumaço de sálvia para que com sua fumaça densa e acinzentada eu possa conseguir a purificação deste ritual.

        Venha comigo mergulhar neste universo encantado, beijar a boca do bem e da luz, e isso sem deixar de reconhecer em ti a face das trevas. O bem e o mal vivem e reinam em dentro de nós e não podemos ignorar tal verdade. Dance comigo levado pela musica da vida, os Deuses e Deusas também dançarão conosco, e neste bailar divino, conseguiremos a cura e libertação para as nossas almas.

        A bruxaria é o nosso caminho sagrado, e é nele que encontraremos a verdadeira sabedoria. Outrora uma Igreja ditadora e de espírito nazista perseguiu os adeptos de tal caminho, pessoas como eu e tu, tal instituição religiosa por querer definir o que era certo ou errado colocou os pés pelas mãos, e chegou ao ponto de condenar a fogueira quem pensava diferente dela. Os filhos e filhas da Grande Mãe e do Grande Pai então padeceram o pior dos sofrimentos sem terem cometido crime algum.

        Mas, agora tempos de liberdade nos chegaram, é certo que existe ainda muito preconceito contra a nossa antiga religião, entretanto, estamos fortalecidos pela nossa coragem feita de aço e pela nossa fé que é imbatível.

        Pratiquemos, pois, a nossa crença milenar sem medo algum em nossos corações, e mostremos a este mundo que ele só poderá ser transformado em um lugar de amor, paz e graça apenas por meio do poder da magia. Que unicamente quando a Antiga Deusa-Mãe e o Antigo Deus cornífero voltarem a reinar no orbe terrestre é que os povos conheceram a autentica irmandade do espírito.

        Renovemos as nossas energias ao redor do caldeirão sacro de Cerridwen, e empunhando as nossas varinhas mágicas façamos os nossos encantamentos visualizando a realização de maravilhas em nossa existência humana.

        Eu sou bruxa e sobrevoo com a minha alma em puro êxtase os céus cinzentos que encimam a metrópole onde moro. Eu sou bruxa e carrego em minha essência mística a tradição de mil feitiços realizados, no oceano da minha espiritualidade de fêmea humana impera o enorme poderio que habita exclusivamente no sagrado feminino.

 - ELTON SIPIÃO O ANJO DAS LETRAS 

1 Comentário:

Anônimo disse...

Muito bom o texto! Aliás, este seu Blog é muito bom e bonito, os temas. Está de parabéns! Beijo e sucesso!
Victoria

TEXTOS E CRÔNICAS DO ANJO DAS LETRAS. © Copyright 2007 - 2017 | Design By Gothic Darkness | Editado por Lizza Bathory