quinta-feira, 15 de maio de 2014

Voz profética contra a misoginia

Teus gritos não me assustam, eu sou mulher e mulheres não abaixam a fronte para ninguém, muito menos para homens misóginos e violentos.

De forma alguma tenho de ser submissa, obedecendo as tuas ordens machistas; esta ideia esdrúxula de que vim da tua costela é totalmente mentirosa, é algo que sugere uma inversão de papéis na natureza, foste tu que vieste do meu útero, e que nasceste de mim e não o contrário.

Tua mão por mais pesada que seja; não me fará dobrar os joelhos diante de ti, a tua violência física e covarde contra meu frágil corpo de mulher será vingada pela Deusa. Kali em pessoa te fará pagar alto pela tua ousadia em ferir-me. Quem bate numa mulher tem contra si como conseqüência um carma pesadíssimo para ser pago nesta ou em outras vidas.

Tu vives repetindo que me amas, entretanto, hoje eu sei que este sentimento está longe de ser amor, pois é a mais pura doença, uma horrenda patologia, uma paixão devastadora que destrói todo respeito e dignidade que deveria existir em nossa relação.

Este teu comportamento doentio, que é constante, contradiz tuas palavras de carinho, expressas nos instantes em que queres seduzir-me com o intento de conseguir algo para a satisfação do teu ego.

Mas, teus tempos de abuso acabaram, oh, sórdido cão sarnento, filho do patriarcado, não mais justificarás teus crimes contra as mulheres. Pois, farei com que a minha voz seja ouvida, e, usando de sua força, derrubarei todas as colunas trevosas que sustentam essa sociedade fálica.

Gaia, a Grande Deusa-Mãe, estará comigo, fazendo de mim a sua espada afiada e brilhante, para combater com força de justiça corretiva as iniqüidades misóginas destes tempos de escuridão.

Então, o útero será vingado e justificado, e nós, filhas da antiga Geia, habitaremos em uma terra onde correm rios de leite, possuidoras de campos onde nascem o maná sagrado, e, árvores de onde escorrem o mais delicioso e puro mel.

Quantos aqueles que praticam violência contra a mulher; serão varridos da face do orbe, e somente sobreviverão os homens que verdadeiramente amarem Gaia e as suas benditíssimas filhas.

Então, o leão se assentará ao lado do cordeiro, a serpente brincará aos pés da criança sem lhe fazer mal algum, da espada brotará frondosas rosas vermelhas e o falo viverá em pleno e augusto equilíbrio com o útero.

ELTON SIPIÃO O ANJO DAS LETRAS

           Tais tempos estão mais próximos de chegarem do que possamos imaginar.

Nenhum comentário: