Google Translate

Meu doce demônio

quarta-feira, 2 de julho de 2014.
        Tu és meu demônio escarlate, aquele que me perturba em meus sonhos da mais pura sensualidade sísmica. Tu te aproximas de mim com este teu sorriso que mistura beleza e tentação, com ele me aponta a direção do doce inferno do teu sexo.

        Nenhum exorcismo é capaz de expulsar-te, oh, garota de olhos lindos e que possuem em si um brilho simplesmente diabólico. Meu corpo se sente tentado quando te aproximas dele com o teu, é como se este perdesse todas as suas estribeiras.

        Ah demônio feminino que cheira a perfume dos lírios do campo, consegues então possuir este meu corpo a hora e o momento em que bem queres. Brincas então com ele em tuas festas orgásticas pessoais.

        Toma meus beijos no gargalo dos meus lábios rendidos a ti, enrosca a minha língua na tua em ósculos que me tiram o fôlego e abalam as estruturas mais quentes do inferno.

        E sob o olhar luminoso e prateado da lua, danças comigo a dança pagã do acasalamento da alma e do corpo. Em noites longas onde fazes esvair-me em puro amor, planta em meu seio a seiva do teu desejo de natureza selvagem.

        Como uma loba de caráter dominador uiva diante do sol vermelho da minha libido.

        Em meio ao mar tumultuado dos teus orgasmos encontro-me com minhas alegrias e prazeres mais ferrenhos.

 - ELTON SIPIÃO O ANJO DAS LETRAS.

Comentários:

TEXTOS E CRÔNICAS DO ANJO DAS LETRAS. © Copyright 2007 - 2017 | Design By Gothic Darkness | Editado por Lizza Bathory