Google Translate

Ritos de tórrida paixão carne-sensual

quarta-feira, 13 de agosto de 2014.
         Tu me lanças no epicentro, donde vem a intensidade máxima do movimento sísmico do teu amor. Amor este que faz cair por terra as cidadelas de proteção, onde me refugio para livrar-me da força que dele provém.

        Não consigo resistir-te, oh, mulher, pois a tua beleza transcende aquilo que é sublime, maravilhando as retinas dos meus olhos, encantando o palácio poético do meu coração.

        Quando realizas, com o intuito de me aprazer, o teu bailar de mil mistérios árabes, a minha alma também contigo dança, e eis que a sinto sorrir ante a luz da tua graciosidade, espargida sobre ela, quando esta contempla toda a sensualidade que a tua coreografia corporal espontaneamente transpira.

        Em ti, oh, esposa feiticeira da minha anima, encontram-se o fulgor do sol e a poesia da lua em total e completo ato de enamoramento, assim como as substâncias dulcíssimas do bem e amargas do mal se misturam harmonicamente em perfeito equilíbrio alquímico.

        Na feminilidade do teu corpo, atinjo um Nirvana de um prazer tão verdadeiro quanto o amor que sinto por ti, prazer este que me faz caminhar de mãos dadas com os êxtases orgásticos mais arrebatadores que um homem já pôde experimentar em vida.

        Não há em toda terra um templo mais sagrado ou profano que este teu corpo, ele que é dono de uma formosura persefoniana, onde tenho a oportunidade de passar pelos mistérios iniciáticos da paixão carne-sensual.

        Em teu seio, onde arde a chama da graça indizível, habita Afrodite com todo o esplendor da sua glória, cercada por belos cupidos do amor, cortejada pelos deuses da essência mais dionisíaca que possa existir.

        Sob o iluminismo dos nossos ritos de tórrida paixão carnal, esvaio-me alucinadamente em orgasmos de grandiosos tremores tectônicos, ao derramar em teus férteis campos uterinos o fruto seminal que nasce no arvoredo de minha virilidade fálica.

- ELTON SIPIÃO O ANJO DAS LETRAS

1 Comentário:

Cristal de uma mulher disse...

BOA TARDE MEU BELO POETA.

Sob o iluminismo dos nossos ritos de tórrida paixão carnal, esvaio-me alucinadamente em orgasmos de grandiosos tremores tectônicos, ao derramar em teus férteis campos uterinos o fruto seminal que nasce no arvoredo de minha virilidade fálica.

Meu amado sabes como admiro tuas letras que por sinal muito bem escritas e sempre em lugares que fervem como o ar no sol de meio dia...Vc me faz ter pensamentos que voam além da alma de uma mulher que quer ser tocada e explorada com um homem cheio de ternura insinuantes e perfeitos.....meu beijo especial e o meu amor que acaricia as tuas entranhas.

Cristal


TEXTOS E CRÔNICAS DO ANJO DAS LETRAS. © Copyright 2007 - 2017 | Design By Gothic Darkness | Editado por Lizza Bathory