Google Translate

Tu és o meu Santo-Graal

quarta-feira, 27 de agosto de 2014.
      Derrama-te em minhas mãos e revela-me a tua essência de mulher-serpente, faz-me conhecer a tua feminilidade que tem a forma do fogo. Tu és sagrada como o é a terra, e profana como o é a existência dos homens. Derrama-te em minhas mãos como a água límpida o faz ao descer como chuva batizando a face do orbe terrestre.

        Dê-me toda a doçura em fúria do teu corpo, faça-se furacão diante dos meus olhos e varra o mal da misoginia que possa como semente maligna estar plantada em minhas entranhas. Lava-me com as águas tsunâmicas da tua sensualidade e me desperta para a única beleza perfeita existente e que habita na tua pele macia de mulher-sereia.


        Faça com que as escamas da ignorância espiritual caiam dos meus olhos e permita-me enxergar a presença da Deusa-Branca, do Mito-Poético que mora dentro de ti. Afinal a mulher é a verdadeira musa que inspira aos poetas todos, sem ela não existe a legítima poesia.


        Corra em meus braços sob a forma de um impetuoso rio escarlate, sim, abra para mim as portas de ouro-carne do Santo-Graal do teu útero e dá-me a alegria de beber do teu dulcíssimo vinho menstrual, pois apenas tomando dele eu terei o privilégio de receber o presente único da vida eterna.


-ELTON SIPIÃO O ANJO DAS LETRAS


Dedico este texto a ti, oh, minha leitora, sacerdotisa da lua e mulher-sereia. 

1 Comentário:

Anônimo disse...

Belas palavras como sempre rsr Ainda a Espera do fim de Seliny
Kisses

TEXTOS E CRÔNICAS DO ANJO DAS LETRAS. © Copyright 2007 - 2017 | Design By Gothic Darkness | Editado por Lizza Bathory