quinta-feira, 11 de setembro de 2014

A visita do teu corpo

    Meu corpo sempre espera a visita do teu em meio a carinhos ungidos pelo fogo da luxúria, por beijos plenos de uma doce lascívia. Digo-te igualmente que a minh’alma sente saudades destas delícias todas que apenas com o teu toque tu também trás a ela.

      Sim, meu corpo é todo escuridão esperando ansiosamente a visita do teu, que é a plena luz de uma aurora radiante.  Tu és a donzela, aquela onde a juventude e a beleza repousam profundamente, onde o regozijo e a graça dos cupidos moram em toda a sua plenitude.

     Estar contigo é como ficar com um doce espírito bem-aventurado, oh, minha diva tão bela, encantadora irresistível da serpente do meu espírito.

     Quando nossos corpos estão entrelaçados na cama dos nossos fulgores licenciosos, sinto como se eu tivesse juntamente contigo andando sob as águas doces e claras do prazer.

     Gritando levado pela sensação do mais visceral gozo, derramo em teus alqueires uterinos a água benfazeja da minha fertilidade máscula.

-ELTON SIPIÃO O ANJO DAS LETRAS

Nenhum comentário: