quarta-feira, 24 de setembro de 2014

E tu que corres com os lobos

        E tu que corres com os lobos porque tens um espírito livre e selvagem, possui uma alma lupina que te faz dançar sob a luz poética da lua.

           E tu que é irmã dos lobos e que caminha altivamente pela floresta da existência humana desafiando teus predadores misóginos e vencendo-os através da força hercúlea de tua alma feminina. Eis que te invoco a minha presença para pedir-te que me reveles a essência de tua natureza selvagem de forma plena.

            Sei que correntes não te prendem e que jamais baixarás a tua cabeça a tirania prepotente do patriarcado, tuas costas nem hoje e muito menos amanhã se submeterão ao látego de dor imposta pelos senhores do falo.

            Alegro-me ao ver-te com a expressão facial desafiadora ao encarar a autoridade do macho-humano que por onde passou explorou e devastou a natureza que também é feminina, e deste modo vem destruindo o mundo em que vivemos. Tu que corres com os lobos é filha dileta de Gaia, prole da Mãe-Terra, semente sublime da Grande Mãe-Primal e com isto guardiã e conservadora de todos os seres vivos que habitam o meio ambiente terrestre.

            Também me ensines a correr com a alcateia de lobos selvagens para que eu possa aprender a ser livre, sobretudo, que eu homem adulto, consiga me reconciliar com minha Mãe-Terra amando-a e respeitando-a com um coração sincero.

            Vem antiga irmã e esposa e mostre-me como é correr com os lobos e dançar com o vento através dos vales, campos e florestas onde Gaia instituiu seu reinado eterno de luz e glória.

- ELTON SIPIÃO O ANJO DAS LETRAS 

Nenhum comentário: