Google Translate

Tire a tua máscara de obscuridades misteriosas

quinta-feira, 13 de novembro de 2014.
        Tire a tua máscara obscura de atriz e mostre-se inteira diante a minha presença, quero-te ver nua diante os meus globos oculares, constatar toda a tua beleza de divindade enluarada. Todos os véus que te cobrem possam cair por terra, meu olhar assim consiga captar toda a singularidade da obra de arte que é o teu corpo.

        Mostre a brancura eloquente do teu sorriso e com o poder que procede dele divinize a minha alma. Faça com que os teus beijos como pombas feitas de fogo pousem na praça aberta dos meus lábios.  Toca-me com a suavidade exacerbada de tuas mãos, incendeie-me com a tua sedução de filha profana de Lilith.

        Conduza-me com estes teus carinhos todos aos teus palácios espelhados da mais inquestionável luxúria, verta dentro da minha boca o vinho do teu sangue sagrado e revele-me a face translúcida das mais antigas ninfas do amor.

        Amando-me desta forma que tanto te peço, tu colocas em minhas mãos o archote iluminado do prazer infinito, e sob a sua luz, caminho seguro pela estrada dos teus quereres de serpente sensualíssima. Apenas impregnado pelo teu veneno-ofídico é que posso adentrar na tua casa de delírios multi-orgásticos.

        Sim, tire a tua máscara de obscuridades misteriosas, e revele-me o que de verdade tem atrás dela, pois, eu preciso conhecer a face oculta de tua formosura transcendental. Dê-me sem pestanejar do pão branco e macio da tua carne de Ísis desnuda, e transmuta-me em um homem-anjo, e deste modo, que eu possa com minhas asas voar livremente, até a dimensão luminosa da tua cona de prazeres molhados.

- ELTON SIPIÃO O ANJO DAS LETRAS

Comentários:

TEXTOS E CRÔNICAS DO ANJO DAS LETRAS. © Copyright 2007 - 2017 | Design By Gothic Darkness | Editado por Lizza Bathory