segunda-feira, 12 de janeiro de 2015

Meu anjo de prazeres orgásticos

          Tua pele clara me convida a tocá-la com as pontas dos meus dedos, e a maciez que eles sentem ao entrar em contato com ela, me concede um prazer que me alegra completamente.  Não resistindo, mordisco esta tua mesma pele, como desejando que dela saia o sumo aprazível da tua essência de mulher.

          Minha alma parece entrar em erupção quando ouço teus gritinhos de prazer, que tu os emites, por eu tocá-la desta forma, meu sangue, este o sinto fervilhar, quando percebo o teu perfume de gazela selvagem chegando até a mim, desprendo-se de sua deliciosa cútis.

          Tu és meu anjo obsceno, e suas asas carregam em si as penas rubras da lascívia, sou premiado por possuir-te como minha mulher-amante, acasalo-me contigo no altar do nosso leito de êxtases libidinosos.  Teu corpo é esquadrinhado em seus mínimos detalhes pelos meus cinco sentidos.

          Sugo teus pelos púbicos que estão orvalhados pelos teus fluídos sexuais, estes que ralos, fazem meus olhos perceberem o teu triangulo rosáceo de sensações deliciantes.  O cheiro que procede do teu sexo piramidal, ao tomar conta de todo o meu ser, me enlouquece, levando-me a desejar-te de uma forma que palavras não podem descrever.

          Conduzido por tal desejo, eu tomo em minha boca esfomeada, teu fruto triangular, sorvendo deliciado dos licores sublimes que escorrem do teu gozo intimo.  Ah, não há outra bebida em toda face da terra que ganhe em sabor, desta que deságua do teu interior de fêmea excitada e excitante.

          Quando atraco a nau-carneo-orgástica do meu corpo no porto de luxurias interminável do teu; penetrando-te com imensa voracidade, depois de muito fustigar-te deliciosamente, faço jorrar dentro do vaso místico do teu útero, minha tormenta de águas brancas, acompanhada de um grito alto de um imenso e poderoso prazer.

-ELTON SIPIÃO O ANJO DAS LETRAS

Nenhum comentário: