segunda-feira, 26 de janeiro de 2015

O nosso amor é pura pólvora acesa

       Ei, não me ignore deste jeito, se não, vou estourar os meus miolos, posso aguentar tudo de ti, menos o teu desprezar.  É sangue que corre por essas minhas veias de fêmea indomável, e ele ferve de pura paixão por ti, pelo teu cheiro que se esvai juntamente com teu suor, pela textura de tua pele de macho que acende rapidamente o pavio do meu querer.

          Não me dê as costas quando falo contigo, se não, aperto o gatilho, só quero ver como vai conviver com isto, com minha imagem de garota morta sangrando profusamente aos teus pés, completamente apaixonada, totalmente suicida, um autentico cover de Kurt Cobain; no que diz respeito a ser protagonista de uma bela tragédia.

          Não seja estúpido e beije a minha boca agora, os corvos agourentos nos esperam em cada esquina, aperte o meu corpo contra o teu, use descaradamente as tuas mãos em mim, abuse desta ninfeta que eu sou, deixe nas minhas carnes a marca do teu crime, explore-me até chegar às minhas grutas mais intimas.

          Esqueça o nosso passado de desentendimentos e se fixe na atual circunstância, nós estamos ainda vivos apesar do veneno dos “ESTADOS ISLÂMICOS” da vida, que como aves homicidas, crocitam vertiginosamente ao lado da nossa janela.

          Apenas consigo vislumbrar o paraíso em meio as tuas pernas, meu amor, e, ele é como um obelisco que tem a sua ponta voltada na direção do meu útero.  Não me faça mais implorar pelos calores que apenas teus fortes braços podem produzir, nem pelo mar de orgasmos que tuas carícias conseguem gerar a partir das minhas entranhas.   

          O nosso sexo sempre foi pura pólvora acesa, incendiando-nos até os nossos últimos gemidos de prazer; um prazer digno de ser cobiçado pelos corações de sátiros e ninfas.   

-ELTON SIPIÃO O ANJO DAS LETRAS

Um comentário:

Cristal de uma mulher disse...

Tanta beleza assim meu querido só me faz sentir desejos de ler teu encantamento..parabéns meu querido.


Beijos eternos