segunda-feira, 2 de fevereiro de 2015

Eu amo esta pedra

         Eu amo esta pedra, eis que ela é mágica, contém todos os segredos da tua alma. Eu a quero para mim, vou colocá-la junta das outras que tenho, mas, esta será a mais importante de todas. Ao menos, é isto que o meu coração considera.

          Teu amor desejo possuir para sempre. Por causa dele, eu te faço poesias simples, as rimas são medíocres e as metáforas completamente ausentes de complexidade. O portão da paixão está aberto e ninfas nuas passam através dele.  Tu não enxergas para além do buraco do teu umbigo, ou tal coisa seria apenas impressão minha? Cuidado, deste jeito até os ratos fugirão de um banho em tua piscina.

          Os jovens já não existem mais, todo mundo ficou velho, as crianças pararam de nascer, acho que os deuses criaram juízo. Afinal para que nascer em um mundo onde as pessoas desejam destruir umas às outras em nome do poder? Eu duvidarei das tuas dúvidas acerca de algumas questões, se ainda te recusas a acreditar no amor. Pode ter certeza: amar alguém de verdade é a única salvação para as nossas almas.  

          Pretendo fugir do governo do falo. O dragão do patriarcado é o guardião dele, este engole por meio das suas chamas quem não se adequa as normas impostas pelos Aiatolás da Testosterona. Vou me transferir para outro país, onde a doçura uterina é a lei que o rege e as suas manda-chuvas são as matriarcas da progesterona. 

          Fica aqui comigo, onde os xamãs cantam, em uníssono, com as sereias. Juntos, escutemos a sua canção. Quem sabe, ao som dela, aquela que habita no invisível não se revele a nós?

          Eu amo esta pedra, seu poder místico me envolve, seu brilho parece proceder do coração de um Buda iluminado, eu amo esse cristal; nele está gravado em fogo vulcânico teu precioso nome.

-ELTON SIPIÃO O ANJO DAS LETRAS

Nenhum comentário: