terça-feira, 17 de fevereiro de 2015

Eu voo em direção ao sol de teu amor fulgurante

        Corro atrás de ti como um lobo luxurioso sedento em experimentar o manjar aprazível do teu corpo.  A luxúria é uma das deusas mais belas e intrigantes, e foi justamente entregue a sua força que eu tive a sorte de nascer, então, é por isto que me é impossível resistir a uma ninfa dadivosa como tu o é.

          Dia e noite vives a me provocar usando habilmente os atributos deste teu corpo que, foi esculpido de forma precisa para fazer um pobre homem como eu; cair em completa tentação.

          Como uma serpente de encanto hipnótico irresistível, teu silvo me envolve plenamente, e cheio de contentamento; jogo-me em teus braços de rainha árabe.  Na tenda vermelha dos teus desejos serpentinos, me desnuda com tuas próprias mãos, para logo depois, provar em tua boca desprovida de pudor, o gosto amargo e febril da minha carne.

          Também experimento em minha boca, do vinho de teu suor que escorre abundantemente de tua pele nua e de tom bronzeado, do mesmo modo, acabo-me em teus beijos que trazem em si; um prazer exclusivo, afinal, nenhuma outra mulher seria capaz de beijar-me como tu o fazes.

          Lambuzo-me de ti revestido de uma delícia inexplicável, algo que nenhuma língua humana possa mensurar; tua saliva, tua transpiração, teu cheiro, assim como teus fluídos, me ungem de uma graça orgástica que, seria digna de um deus pagão experimentá-la.

          Sinto-me um homem bem-aventurado por ter recebido de ti; a coroa da tua eleição, num só sentido apenas, digo-te que, ser teu eleito, me enche de uma alegria divinal, pois, é como se as brumas se abrissem e me revelassem a entrada da sagrada e matriarcal Avalon.

          Quando derramo no interior da tua taça uterina, o sumo branco do meu orgasmo, sinto que asas de uma pura satisfação nascem em minhas costas, e ao abrirem-se, me transformam em um Ícaro dos novos tempos, que voa destemidamente em direção, ah, querida, do sol de teu amor fulgurante.


-ELTON SIPIÃO O ANJO DAS LETRAS

Nenhum comentário: