Google Translate

Elogio à nova Perséfone

terça-feira, 24 de março de 2015.
         Os olhos da minha alma estão fixos em ti, pois, é na tua beleza de mulher que repousa o meu encanto, este, que é responsável pelas batidas mais céleres do meu coração.

         És tu, uma nova Perséfone a luz da lua, andando em meio ao jardim florido do amor, exuberante como uma deusa branca, inspirando-me poesia, fazendo meu sangue latino correr mais velozmente dentro das minhas veias.

         Meu elogio a ti, oh, mulher, não é exagerado, o que é de fato extremado, é tua elegância que por si só já é uma virtude.

         Aquilo que salta aos olhos daqueles que te contemplam, é a leveza do teu ser; que parece te levar a flutuar enquanto andas. Dá-se até a impressão que em algum momento tocarás é as nuvens no céu.

         Guardo-te dentro do meu coração como um doce segredo, portanto, eu não ouso expor-te a ninguém, porque temo perde-la para um vulgar aventureiro. Não, eis, que é uma coroa valiosa; aquela pertencente eternamente a mim.

         Quando me visita em minha casa lunar, sinto como se a própria primavera personificada viesse até a mim, pois, as flores perfumadas das virtudes da paixão romântica, afloram imediatamente no solo do meu coração.

         Desejo fazer-me teu consorte diante a presença dos deuses, e dentro da tenda carmim ornamentada por dentro e por fora de brancas orquídeas, quero sacralizar em nossas dulcíssimas núpcias, esta nossa união conjugal.  Sim, no encontro sensual dos nossos corpos, buscaremos o definitivo entrelaçamento das nossas almas gêmeas.

         Ah, querida, sublime alvorecer dos meus dias, me desperta com um beijo teu, do sono e do esquecimento que me foi trazido pelo processo regenerador de encarnações passadas.  Faz-me lembrar de que sou apenas teu não só agora, mas, já há muitos e longos séculos atrás.

         O amor sempre foi consorte do tempo, assim, como a vida sempre foi esposa contraditória da morte.

-ELTON SIPIÃO O ANJO DAS LETRAS         

Comentários:

TEXTOS E CRÔNICAS DO ANJO DAS LETRAS. © Copyright 2007 - 2017 | Design By Gothic Darkness | Editado por Lizza Bathory