Google Translate

Tu és a minha deusa ariana

segunda-feira, 11 de maio de 2015.
      Amo a branquitude de tua pele, a alvura dela me excita ao máximo, devo confessar-te que também sou tocado fortemente pela lourice dos teus cabelos, seus cachos como feitos de ouro, seduzem-me em todos os meus sentidos quando os contemplo.

         A figura do teu rosto esta marcada indelevelmente em minhas retinas, atentas, fotográficas.  Por isto, noite e dia, tenho-te diante dos meus olhos, oh, minha flor de jasmim.  Enquanto executo meu trabalho durante as horas que passam, minha mente através da sua imaginação fértil; faz-me pensar em ti, ela me obriga a imaginar-te dentro daquela tua camisolinha preta, transparente, mostrando-me através desse transparecer, todos os teus atributos de deusa-sensual.

         Ah, minha querida, qual poesia eu poderia escrever-te e que seria digna de homenageá-la como tu bem merece? Talvez apenas a pena autoral de Fernando Pessoa poderia conseguir tal difícil intento.  Sobra-me então a tarefa de me esforçar em louvar-te em cima da nossa cama, onde chamas da mais pura excitação carnal nos devoram sem piedade alguma.

         Tudo em ti me comove meu amor, teus olhos azuis vivos, tua boca grande e de lábios carnudos, o desenho engenhoso e bem delineado do teu colo, um poético anúncio do que é realmente este lindo par de fartos seios que tu tens.

         É com a tinta da tua sensualidade ariana, que pinto os meus quadros das taras sexuais mais abusivas que tenho por ti. É com esta tua beleza extremada que todas as noites me devoras como uma leoa sexual esfomeada. Marcas-me em minha pele de macho seduzido, com tuas garras de senhora felina do meu coração e do meu corpo nu.

- ELTON SIPIÃO O ANJO DAS LETRAS        

Comentários:

TEXTOS E CRÔNICAS DO ANJO DAS LETRAS. © Copyright 2007 - 2017 | Design By Gothic Darkness | Editado por Lizza Bathory