terça-feira, 5 de maio de 2015

Veneração plena

          Beijo o teu dorso mergulhado em uma veneração plena, a cada pequeno ósculo que aplico ao longo da superfície da pele aveludada dele, mergulho em um redemoinho de um prazer penetrante.

         Ao tocar-te assim com meus lábios, também sinto o perfume de lírios que se desprende de tua cútis branca. Delícia das delícias sentir este teu suave odor que apenas faz a minha alma elevar-se.

         Minha religião é cultuar o amor pela estética da tua estrutura corporal, e isto eu o faço todas as horas da minha existência. Logo de manhã gosto de ir ao nosso jardim para colher flores e com elas, poder fazer-te uma guirlanda com o intuito de coroar-te.  Afinal, tu és a minha rainha, aquela que imperas soberana sobre o meu coração.

         Em ti habita a fonte dos meus desejos desenfreados, e é nesta fonte bendita que bebo sem nenhum pudor todos os dias. São nas asas das tuas carícias que alço voo ao céu dos meus contentamentos.

         No emaranhar dos nossos lençóis reencontro-me sempre com tua beleza despida, transpirada, revelada vagarosamente; pedacinho a pedacinho desta tua carne desejável, que faz com que a minha boca fique cheia d´água.

         É nos braços ardorosos dos teus orgasmos que me reconheço como homem em minha totalidade, este é o único lugar onde também, me sinto um anjo totalmente batizado pelas águas sacrais do amor-sensual.

-ELTON SIPIÃO O ANJO DAS LETRAS        

Nenhum comentário: