terça-feira, 9 de junho de 2015

Amor sincero

         Seja sincera comigo, de peito aberto mostra-me toda a transparência dos teus sentimentos, quero te contemplar a nudez sem máscara.  Chega de fugas, mostra-te de vez a mim.

         A coisa que mais desejo nesta vida é a aquisição do teu amor, as minhas mãos na inteireza do teu ser.  De forma alguma, hei de dispensar um centímetro de teus gestos de paixão.  Nem os melhores manjares da terra superam as delícias das tuas carícias quentes.

         Acolho-te em meus braços, levado por uma emoção titânica, fazendo estremecer e quase romper a dureza dos meus ossos.   Nada neste mundo é tão essencial para mim do que ter-te ao meu lado, do que amar-te desnudado de toda lucidez ou medida.

         Anseio beber da fonte dos teus beijos o vinho de um prazer capaz de elevar o meu corpo e inflamar a minha alma.   Ah, estes teus beijos, minha querida, fazem-me ter asas para voar além do horizonte da minha própria imaginação.

         A minha alegria mora dentro da casa do teu prazer, a minha satisfação baila livremente com a beleza do teu sorriso, me torno um inocente menino quando repouso em teu seio de meiga donzela.  Apenas tu tens o poder de transformar a minha casa de tornados em um lar onde a tranquilidade tem uma duração permanente.

         Vamos juntos nos achegar aos átrios celestiais do puro amor, e conhecer, sem sermos acossados pelas sombras do medo, a liberdade única e suprema de nos darmos um ao outro, numa entrega total, completa, onde num êxtase de tremenda doçura, possamos unir nossas duas naturezas em uma só, onde consigamos apenas ser vistos como perfeitas almas gêmeas.

 -ELTON SIPIÃO O ANJO DAS LETRAS

Nenhum comentário: